Apple mostra Mountain Lion com documentos armazenados no iCloud

Power Nap, integração com redes sociais e central de notificações mais robusta estão entre as novidades do próximo OS X.

Thássius Veloso
Por
• Atualizado há 1 mês

Mountain Lion, o sucessor do sistema Lion, teve novos recursos revelados agora há pouco no keynote de abertura da conferência WWDC, organizada pela Apple nos Estados Unidos. Hoje a companhia adicionou a sincronização de documentos com a nuvem iCloud, serviço que já agrega 125 milhões de usuários, de acordo com informações fornecidas durante a apresentação de executivos da empresa da maçã.

O recurso chamado de Documents in the Cloud (basicamente, documentos no iCloud) se junta aos aplicativos de troca de mensagens, anotações e de lembretes. O funcionamento dessa integração depende fortemente do ato de arrastar e soltar os documentos, algo que a Apple costuma incentivar por ser mais fácil para o usuário final — e não é a única a fazê-lo, obviamente.

Ainda em termos de nuvem, a Apple apresentou o aplicativo Power Nap (“soneca poderosa”, em tradução livre). Trata-se de um software que continua mesmo quando o computador se encontra em modo de espera para manter os backups sempre atualizados, bem como notificações e outros aplicativos que dependem da internet para funcionar corretamente — leia redes sociais, em especial Twitter.

Redes sociais no Mountain Lion

O compartilhamento de conteúdo ficou mais fácil. Botões estrategicamente posicionados permitem adicionar o conteúdo aberto com as redes sociais. Em caso de fotos no iPhoto, com o Flickr ou serviço similar. Ao que tudo indica, essa versão do OS X está mais integrada com contas de serviços externos do que nunca.

“Você está trabalhando no seu Mac e o celular apita. Você pode responder bem ali”, comentou Craig Federighi, executivo da Apple, ao falar dos recursos do aplicativo de mensagens, considerado por ele como um que demandou mais mudanças e ficou ainda mais completo.

Também demonstraram o funcionamento das notificações do sistema, integradas a aplicativos vendidos por meio da Mac App Store, a loja de conteúdo digital da Apple. O usuário terá a opção de desativar os avisos pelo período máximo de 24 horas com o clique de um botão. Para acessar a central de notificações bastará ir ao canto superior direito da tela, na MenuBar, onde vai residir um ícone específico para ativar o recurso.

Notificações

A produtividade deve ficar facilitada com a presença do recurso de ditado. “Funciona até no Microsoft Word”, afirmou Federighi. Você fala e o computador escreve o que foi dito. No entanto, a Apple não disse que se trata de um Siri específico para computadores. Pelo que pudemos ver, o sistema não responde ao que o usuário diz para o computador. Não chega a tanto.

O Safari, navegador padrão dos Macs, recebeu melhorias como a barra de buscas inteligente que considera tanto o histórico de páginas abertas como aquilo que o buscador escolhido pelo proprietário da máquina tem para apresentar. Também tem um novo modo de visualização de páginas chamado TabView que imita o comportamento do Safari Mobile ao mostrar as diversas abas abertas quando o usuário faz o gesto de zoom out.

A Apple diz que, em termos de execução de JavaScript, o Safari está ainda mais rápido e bate todos os concorrentes do mercado: Internet Explorer 9, Chrome 19 e Firefox 13.

Outras adições do Mountain Lion já anunciadas previamente e novamente citadas pela Apple foram o AirPlay e o Game Center, loja de jogos.

Mountain Lion chega em julho às lojas pelo preço de US$ 19,90. São dez dólares a menos do que no Lion vendido atualmente. Clientes com várias máquinas poderão usar somente uma licença do Mountain Lion para atualizar os dispositivos.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados