Arquivo Internet

Serviços do Google enfrentam problemas de acesso

Gmail, YouTube e outros serviços estão indisponíveis na noite desta quinta-feira.

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Hoje é dia de greve dos servidores web. Após interrupções de serviço no Google Talk e no Twitter, o Google saiu do ar. Grande parte dos serviços da empresa começou a ficar indisponível a partir das 19h30 desta quinta-feira (26). Ainda é possível acessar determinadas páginas do Google, mas a velocidade de carregamento está bastante lenta.

Gmail também está fora do ar para muitos usuários

Usuários de todo o Brasil relataram ao Tecnoblog problemas de acesso ao Gmail, Google Reader, Google Drive, Google Talk, Google+, Orkut, YouTube e outros serviços por meio de grandes operadoras de internet, incluindo NET Virtua, GVT, Vivo Speedy, Vivo 3G, TIM, Claro e Ajato em vários estados.

Aparentemente, o problema ocorre apenas em operadoras brasileiras; ainda é possível acessar o Google por meio de proxies ou VPNs. Isso indica um possível rompimento de cabo de fibra ótica que liga o Brasil aos servidores do Google nos EUA, mas ainda não há informações oficiais. Participantes da lista [caiu] afirmam que os servidores do Google estão indisponíveis para acesso através do PTT-SP, um dos principais pontos de troca de tráfego do país.

Perda de pacotes no NET Virtua chega a 25%

A dificuldade de acesso aos servidores do Google também afeta o carregamento de sites que exibem anúncios do AdSense ou utilizam scripts do Analytics. No Tecnoblog, o tempo médio de carregamento das páginas subiu de oito segundos para 60 segundos, de acordo com dados do Chartbeat.

O acesso começou a ser normalizado a partir das 7h desta sexta-feira (27), pelo menos para usuários do NET Virtua em São Paulo, mas o ping continuava alto, subindo dos tradicionais 10 ms para mais de 300 ms. Usuários de certas regiões e operadoras ainda relatavam indisponibilidades nesse horário.

Entramos em contato com as principais operadoras de internet do país para sabermos a posição das empresas. Oficialmente, a GVT diz que seus serviços não estão relacionados à falha de acesso. A indisponibilidade estaria ligada ao problema global do Google Talk na manhã de quinta-feira (26). A NET afirma que sua infraestrutura “está funcionando normalmente” e que “as questões sobre falhas de acesso a conteúdos específicos não são de sua responsabilidade”. A Vivo não nos respondeu.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque