Arquivo Jogos

Mochi Ninja, o bolinho de arroz mais hábil que você já conheceu

Trevis Bonifácio
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Eu já declarei minha admiração por ninjas aqui no Tecnoblog algumas vezes. Ninjas são precisos, silenciosos e mortais, fazendo deles entidades superiores ao resto da humanidade. O próprio Batman teve treinamento ninja. Talvez seja hora de nos levantarmos e ir atrás de um treinamento ninja para a vida. Ou talvez só devamos parar de trabalhar um pouco e jogar Mochi Ninja, um puzzle que vai exigir que você seja realmente ninja.

Você controla um Mochi, um bolinho japonês feito de arroz (óbvio, porque no Japão toda a comida é feita de arroz). Seu objetivo aqui é destruir os Crackers, que parecem mesmo aquele biscoito de água e sal. Para matá-los basta encostar em um deles e deixar a lâmina de Mochi fazer seu trabalho. Para jogar, você utilizará o mouse. Clique em um lugar vazio para saltar naquela direção, clique e segure em uma plataforma para utilizar sua corda ninja e balançar graciosamente.

[swfobj src=”https://tecnoblog.net/wp-content/uploads/2013/09/mochi-ninja-15630.swf” width=”600″ height=”450″]

Alguns níveis contêm itens especiais que podem te ajudar a resolver os quebra-cabeças – por exemplo, para explodir os barris vermelhos, você precisa clicar sobre eles. Algumas plataformas marcadas com X podem ser derrubadas se atingidas por algo com muita força – você vai precisar dessa dica no nível 21. Também vale lembrar que é possível pular novamente enquanto estiver no ar; basta esperar o cooldown do pulo e clicar novamente.

Diferente de outros jogos que dão a solução do problema na sua cara, Mochi Ninja deixa algumas coisas bem subjetivas, parecendo as vezes que é impossível vencer o nível. Não vá desistir antes de completar as 24 fases. Todas são completamente possíveis, talvez você só precise experimentar um pouco.

Trevis Bonifácio

Ex-redator

Trevis Bonifácio é formado em Tecnologia da Informação e apaixonado por game design. Cobriu diversos lançamentos no mundo dos jogos entre 2011 e 2015, período em que fez parte da equipe do Tecnoblog. Atua hoje como desenvolvedor de jogos para diferentes plataformas como Windows, macOS, Android e iOS.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque