Arquivo Internet

Em resposta a estudo de Princeton, Facebook mostra que, em 2021, a universidade deixará de existir

Giovana Penatti
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Ontem, uma pesquisa feita por dois estudantes de Princeton mostrou que o Facebook deve perder 80% de seus usuários em 2017, o que significaria sua ruína. A pesquisa repercutiu por toda a web – inclusive aqui – , e o Facebook resolveu dar uma resposta um pouco mais elaborada para ela.

A rede social publicou uma pesquisa feita por ela sobre a Universidade de Princeton utilizando métodos semelhantes aos da outra pesquisa e chegou à conclusão de que, em 2021, Princeton deixará de existir.

Primeiro, foram os likes da página no da universidade no Facebook comparados com os de Yale e Harvard, que mostram Princeton bem atrás:1601297_10101234997676551_1912211356_n (1)

Em seguida, uma pesquisa no Google Scholar indica uma queda nas solicitações de matrícula para Princeton, que, segundo o gráfico do Google, deve continuar. No Google Trends, também há diminuição de procura por “Princeton”.

princeton-google-trends

Por fim, a pesquisa do Facebook diz que, de acordo com os dados que foram obtidos, é seguro dizer que Princeton terá metade de sua quantidade de alunos em 2018 e, em 2021, não terá aluno nenhum matriculado.

Essa pesquisa, claro, é uma resposta bem-humorada (e bem sarcástica) à outra. Se você ficou em dúvida se é mesmo, ela também concluiu, de acordo com a queda nos termos de procura no Google Trends, que o ar não existirá mais em 2060.

A intenção da publicação do post foi mostrar que nem todo método de pesquisa funciona para absolutamente tudo e que “alguns métodos de análise levam a conclusões bem malucas”.

O estudo de Princeton ainda precisa ser revisado antes de ser oficialmente publicado, mas acho que podemos afirmar que passar por essa revisão vai ficar bem mais difícil agora…

Giovana Penatti

Ex-editora

Giovana Penatti é jornalista formada pela Unesp e foi editora no Tecnoblog entre 2013 e 2014. Escreveu sobre inovação, produtos, crowdfunding e cobriu eventos nacionais e internacionais. Em 2009, foi vencedora do prêmio Rumos do Jornalismo Cultural, do Itaú. É especialista em marketing de conteúdo e comunicação corporativa.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque