Conector DisplayPort

Conector DisplayPort

Conteúdo em 4K ainda é coisa para pouca gente, mas a indústria já está tratando de preparar o caminho para resoluções superiores. Nesta semana, A VESA (Video Electronics Standards Association) publicou as especificações do Embedded DisplayPort 1.4a, padrão de transmissão que se destaca pelo suporte a transmissões em 8K – 7680×4320 pixels, precisamente.

A nova versão incorpora uma série de caraterísticas que foram apresentadas no DisplayPort 1.3, como transmissões em quatro vias capazes de lidar com até 8,1 Gb/s (gigabits por segundo) cada, 32,4 Gb/s ao todo.

Este total é suficiente para vídeos em 4K, 5K e até mesmo 8K. Mas, nesta última resolução, pode haver gargalos. Um dos recursos que ajudam o Embedded DisplayPort 1.4a a lidar com este problema é a implementação da versão 1.1 do DSC (DisplayStream Compression), um padrão de compressão lossless (sem perda de qualidade visual) capaz de reduzir a largura de banda necessária em até 66%.

Além de transmissões em 8K (em 60 Hz), estas características dão espaço para conteúdo em 4K com taxa de atualização de 120 Hz.

O suporte a resoluções elevadas não é a única vantagem do Embedded DisplayPort 1.4a: o padrão também promete ajudar a reduzir o consumo de energia. Com as novas especificações, um chip gráfico poderá atualizar facilmente apenas os pixels de uma área e não a tela toda, como é feito hoje.

A expectativa da VESA é a de que os primeiros dispositivos compatíveis com Embedded DisplayPort 1.4a cheguem ao mercado em 2016, mas não necessariamente com telas 8K: laptops com esta resolução, por exemplo, certamente parecerão exagero.

Com informações: ExtremeTech

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados