Google deleta apps de Android que colhiam dados privados

Thássius Veloso
Por
• Atualizado há 9 anos e meio

O Google foi pego de calças curtas dessa vez: a equipe que cuida do Android Market foi obrigada a remover alguns aplicativos de configuração de papel de parede às pressas. Tal app estava recolhendo informações de usuários e enviando para um desenvolvedor. Tudo com o consentimento do dono do aparelho, o que piora as coisas.

O app Backgrounds para iOS ajuda a alterar o papel de parede sem colher dados

Foi a empresa de segurança Lookout quem denunciou mais de 80 aplicativos desse que oferecem opções para o papel de parede do celular, pois colhiam variadas informações, entre elas o número de celular. Para que um aplicativo desse tipo precisa registrar o número da linha? Também não sei, e pelo visto nem o Google: a empresa suspendeu os softwares enquanto investiga a situação.

De acordo com John Hering, CEO da Lookout em entrevista ao Wall Street Journal, os aplicativos até avisavam que fariam a coleta desses dados logo que eram baixados. No entanto, isso não justifica a coleta, uma vez que não é exatamente comum ter aplicativos desse tipo requisitando informações particulares do usuários.

Hering ainda lembrou que a maioria dos usuários não presta atenção aos pedidos para coleta de dados que os aparelhos exibem. Nesse caso, no entanto, não podemos colocar a culpa no desenvolvedor do aplicativo: é do usuário mesmo, que deveria ter mais cuidado ao autorizar esse tipo de coisa.

Com informações: Digits.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Também atua como comentarista da GloboNews, palestrante, mediador e apresentador de eventos. Tem passagem pela CBN e pelo TechTudo. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Relacionados