Arquivo Demais assuntos

Foxconn registra 13ª morte

João Brunelli Moreno
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Já digna de receber algum apelido sombrio como “a fábrica maldita” ou coisa no estilo, a planta industrial da Foxconn na cidade chinesa de Shenzen registrou mais um suicídio de um de seus empregados nesta semana, fazendo com que sua conta chegasse a mais do que negativa marca de 13 mortes nos últimos 12 meses.

O caso aconteceu na última quarta-feira mas só chegou aos sites de notícia sexta-feira. Apesar das diversas medidas tomadas pela companhia, que envolvem aumento de 20% nos salário e a instalação de redes de proteção entre os andares dos prédios que servem de alojamento para seus funcionários, uma jovem que não teve sua identidade revelada de jogou de um dos prédios da empresa, morrendo no local.

Como de hábito, a Foxconn se comprometeu em auxiliar a família da garota com os custos de seu funeral e afirma que irá colaborar com a polícia local nas investigações do caso.

De acordo com o jornal chinês Shandong Business, uma das medidas da companhia para evitar novas mortes no local é a contratação de mão de obra mais “madura”, além de maior rigor nos testes psicológicos aplicados aos candidatos a suas vagas.

Oficialmente atendendo pelo nome de Hon Tai Precision Industries, a Foxconn tem mais de 500 mil empregados em todo o mundo e deve abrir outras 15 mil vagas de emprego na China até o final deste ano. Apesar de todo seu tamanho, ela é mais famosa por montar gadgets para empresas como Apple, Dell e HP.

Com informações: Digitimes

João Brunelli Moreno

Formado em comunicação e jornalismo pela Universidade Metodista de Piracicaba, João Brunelli Moreno é redator, blogueiro, roteirista e produtor de conteúdo. Venceu mais de 100 prêmios de publicidade, incluindo o 40° Profissionais do Ano realizado em 2018. Foi autor no Tecnoblog entre 2009 e 2012 cobrindo assuntos relacionados a gadgets, computadores, Apple, Google, Microsoft, entre outros.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque