Arquivo Aplicativos e Software

O Xmarks está salvo

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Quando apareceu a notícia de que o Xmarks iria fechar as portas porque não conseguiu desenvolver nenhum modelo de negócios viável, eu fui um dos primeiros a lamentar a decisão aqui mesmo, no TB. Depois de muitas manifestações de apoio, a Xmarks Inc. voltou atrás e começou a estudar propostas para se manter de pé. Pois, bem: hoje está confirmado que o serviço está salvo!

Isso só é possível porque outra empresa relacionada a sincronização de dados vai adquirir a Xmarks. Talvez nem todos os usuários de Windows conheçam o LastPass, mas esse serviço é bastante popular no Mac. E parece que vai ficar ainda conhecido agora que terá todo o portfolio de funcionalidades do Xmarks para uso próprio.

O Xmarks vai continuar sendo oferecido gratuitamente para os usuários, com a já tradicional sincronização de favoritos entre plataformas – Windows, Linux e Mac OS – e navegadores – Chrome, Firefox, Opera etc. -. O basicão permanece custando absolutamente nada para os usuários. Melhor para nós!

Quem precisa de mais recursos, como acesso aos favoritos no Android e no iPhone, aí sim terá que pagar. Clientes desse serviço ainda terão suporte técnico prioritário e “muito mais”, embora não esteja claro o que é esse “mais”. O modelo freemium do Xmarks prevê uma assinatura anual de 12 dólares (o que dá menos de 20 reais).

Como a LastPass não é boba, oferecerá um combo com a sincronização de senhas do LastPass e a sincronização de favoritos do Xmarks pelo valor anual de 20 dólares, o que em absoluto não é caro.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque