Cuba anuncia sua própria Wikipedia

João Brunelli Moreno
Por

O governo cubano lançou nesta terça-feira sua própria versão da Wikipedia, em que pretende compartilhar sua visão revolucionária do mundo e da história com navegantes de todo o planeta. Atendendo pelo nome de EcuRed, o site chega com exatos 19.626 artigos em estoque até o momento e “sua filosofia é o desenvolvimento do conhecimento com o objetivo democratizador e não-lucrativo, sob um ponto de vista descolonizador”, de acordo com las palabras postadas em sua página inicial – que, aliás, é otimizada para ser aberta no Mozilla Firefox.

Para quem duvida que Cuba lança.

Como nota a rede de notícias BBC, a página conta com uma longa biografia sobre el presidente Fidel Castro, incluindo detalhes sobre a enfermidade que o tirou do poder em 2006. “Atualmente [Fidel] escreve e participa da luta de ideias de maneira mundial e influi em importantes decisões estratégicas sobre os rumos da revolução”, diz o texto.

Já o artigo sobre os EUA afirma que o país é “um império de nosso tempo que historicamente usa sua força para invadir territórios e explorar os recursos de outras nações, os colocando à serviço de seus interesses. […] Consome 25% da energia do planeta e mesmo assim um terço de seus habitantes não têm garantias de acesso à saúde”. No texto sobre o Brasil existe um pequeno tópico sobre a ditadura em que consta que o golpe militar de 64 foi feito com ajuda da CIA.

Os interessados em visitar a página podem acessá-la pelo endereço ecured.cu. Em Cuba, o site também estará disponível para consulta através da intranet oficial que existe em escolas e repartições públicas.