IPv6 funciona para participantes da Campus Party

Semana do IPv6 promove futuro da internet.

Thássius Veloso
Por

Funciona!

Direto da Campus Party, São Paulo — Na semana do maior encontro geek do país o CGI.BR, entidade que fomenta e fiscaliza a qualidade técnica dos serviços de internet do Brasil, promove a Semana do IPv6. Diversos parceiros já ativaram a compatibilidade com a próxima geração do protocolo de IP para que internautas e pessoas envolvidas no provimento de acesso à internet conheçam as novidades.

A maior vantagem do IPv6 frente à versão do protocolo IP empregada atualmente é a quantidade de dispositivos conectados simultaneamente. Cada máquina ganha um IP único que identifica o dispositivo na rede mundial de computadores. Esse número de 32 bits depende de uma combinação bolada no início da rede. Naquela época nem parecia que o limite de pouco mais de 4 bilhões de IPs seriam suficientes. Não são.

Com o IPv6 a capacidade de determinar um número de IP para uma máquina não chega a ser infinito, mas para fins práticos é como se fosse. A Wikipedia informa que são possíveis 3,4×1038 combinações — número ininteligível para muita gente.

Por isso mesmo, a Campus Party é celeiro de testes do IPv6 no país. Portais como Terra, UOL, Globo.com e iG ativaram o suporte ao IPv6 durante o período do evento. Vários outros sites tomaram medida similar. Qualquer campuseiro conectado à rede de 20 Gbps disponibilizada pela Telefônica pode testar o funcionamento do IPv6. É importante observar que o protocolo só funcionam com sites compatíveis com a tecnologia, que demanda IPs de 128 bits.

Funciona também!

Por aqui o teste do Google no Opera (acima) e do CGI.br no Internet Explorer mostram que o computador com Windows 7 está funcionando também com IPv6, bem como com IPv4. A navegação nos portais citados não mudou nada.

O dia mundial do IPv6, no qual alguns serviços da web (Google incluso) lançam compatibilidade com o futuro IP em definitivo, acontece em 6 de junho.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Relacionados

Relacionados