Google Play Música aumenta preços da assinatura individual e familiar

Apenas para novos clientes

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos

Desde 2015, o Google Play Música não sofre reajustes no valor da assinatura. O serviço era mais barato que Spotify e Deezer no Brasil, mesmo oferecendo basicamente o mesmo catálogo. Isso está mudando, no entanto.

Para novos clientes, a assinatura do Google Play Música agora é de R$ 16,90/mês no plano individual, e R$ 25,50/mês no plano família para até seis pessoas.

O Spotify, Deezer e Apple Music também cobram R$ 16,90 pelo plano individual, então o Google está alinhando seus valores com a concorrência. Quanto ao plano familiar, os valores variam (R$ 26,90 no Spotify e Deezer; R$ 24,90 no Apple Music).

No entanto, se você já é cliente, continuará pagando o valor antigo. Você receberá um e-mail dizendo: “como um agradecimento especial pela sua fidelidade, continuaremos a cobrar [o valor antigo] por mês pela assinatura do Google Play Música”.

Imagem postada por Glauco Bueno Martins no Tecnogrupo

Assinaturas individuais feitas até 7 de janeiro de 2015 custam R$ 12,90 por mês. Usuários que se registraram após esta data pagam R$ 14,90 mensais. Por sua vez, o valor antigo do plano familiar é de R$ 22,90 por mês.

A assinatura do Play Música oferece um catálogo com 40 milhões de músicas, rádio sem anúncios e sem limite para pular músicas, e acesso off-line. Além disso, é possível fazer upload de até 50 mil músicas — mas isso também está incluso no plano gratuito. O serviço funciona no Android, iOS e web.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados