Instagram testa silenciar usuários no feed e câmera lenta nas Stories

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos

O Instagram não tem uma forma de silenciar perfis no feed. Ou seja, se algum amigo seu começar a postar coisas irritantes — memes, fotos borradas ou registros intermináveis do filho/pet/casal — não dá para escapar sem desfazer a amizade.

Isso, felizmente, está prestes a mudar. A usuária Jane Wong descobriu uma série de novos recursos sendo testados pelo Instagram, incluindo silenciar perfis.

Não tem muito segredo: no feed, você toca em “…” e depois em “Silenciar posts”. O app avisa que você pode desfazer isso indo ao perfil do usuário. Pode ficar tranquilo: ele não será avisado que você o silenciou.

Vale lembrar que você já pode silenciar as Stories de uma pessoa específica: basta segurar no ícone dela e escolher a opção “Silenciar [usuário]”.

Jane Wong também descobriu um novo modo de câmera lenta, ou “slow-mo”, para as Stories. Recentemente, o Instagram adicionou o Foco, modo de fundo desfocado para fotos e vídeos.

Você poderá reagir às Stories com emojis, em vez de enviar uma mensagem:

Desde dezembro, o Instagram arquiva todas as suas Stories por padrão. Você pode acessá-las no seu perfil, tocando no botão de relógio no canto superior direito. Em breve, será possível revisitá-las em uma interface de calendário:

Também será possível marcar amigos do Facebook em posts do Instagram:

Por fim, o lançamento de videochamadas no Instagram parece iminente:

O Instagram tem 700 milhões de usuários, e parece estar mirando no bilhão ao adicionar recursos em um ritmo acelerado. O que você achou?

Com informações: Mashable.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados