Notícias Internet

Google Meet perde marca Hangouts e libera recursos grátis até setembro

Clientes do G Suite podem fazer reuniões no Google Meet com até 250 participantes sem custo adicional

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Eu já perdi a conta de quantos serviços de comunicação o Google possui, mas a empresa tenta reduzir a bagunça: na quinta-feira (9), o Google Hangouts Meet, para reuniões de vídeo em grupo, foi renomeado simplesmente para Google Meet (o Google Hangouts continua existindo). E os recursos avançados, que normalmente estão disponíveis apenas para clientes do G Suite Enterprise, estão liberados até setembro.

Google Meet

O Google Meet é um serviço de reuniões em vídeo para ambientes profissionais, que funciona como uma espécie de concorrente do Zoom. Diferente do Google Hangouts, disponível para todos os usuários com uma conta do Google, o Google Meet só funciona em contas do G Suite, serviço que oferece um pacote de produtos para empresas, escolas e organizações.

Até então, clientes do G Suite Enterprise, que custa R$ 112 por usuário por mês, tinham acesso a recursos mais avançados no Google Meet: era possível fazer chamadas em voz e vídeo para até 250 pessoas, bem como transmitir ao vivo para até 100 mil pessoas no mesmo domínio e gravar as reuniões no Google Drive para consulta posterior.

Essas funções agora estão disponíveis mesmo para assinantes do G Suite Basic (R$ 24,30 por usuário por mês) e G Suite Business (R$ 48,60). Até então, o limite de pessoas nesses planos era de 100 e 150 por reunião, respectivamente. As escolas e universidades que possuem o G Suite for Education também estão com o serviço Google Meet ampliado até 30 de setembro de 2020.

As medidas chegam no momento em que as empresas aumentam consideravelmente a utilização de serviços de reuniões online: o Google informa que o Meet está ganhando 2 milhões de usuários novos por dia e tem 25 vezes mais uso diário que em janeiro, quando o mundo ainda não passava pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

E o que mais temos na confusão dos serviços do Google? Ah, sim: o Google Hangouts Chat, também voltado para organizações, mas com foco em bate-papo em texto, foi renomeado para Google Chat, como diz a empresa ao The Verge. Parece familiar? É porque o Google também adotou o nome Chat para o RCS (Rich Communications Service), padrão de comunicação feito para substituir o SMS.

Tá fácil.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque