Netflix vai financiar US$ 1 bilhão em séries e filmes originais

Netflix aumentará sua dívida em US$ 1 bilhão para manter estratégia de produções exclusivas

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos
La Casa De Papel Season 4.

Um dos fatores que explicam o sucesso da Netflix, mesmo com o aumento da concorrência, é o investimento em conteúdo original. Essa estratégia, que faz a plataforma ser lembrada por produções como Stranger Things e La Casa de Papel, vai continuar: a companhia planeja levantar US$ 1 bilhão para aumentar seu acervo de filmes e séries exclusivas.

É verdade que parte desse dinheiro poderá ser direcionada ao licenciamento de produções. No entanto, o objetivo principal é mesmo produzir ou adquirir conteúdo exclusivo para a plataforma. É uma estratégia que funciona tanto para atrair novos assinantes quanto para manter a base existente.

Vale atirar para todos os lados. A série documental A Máfia dos Tigres, por exemplo, é considerada um exemplo perfeito de bizarrice, mas a própria Netflix revela que a produção tem feito bastante sucesso.

Nas estimativas da companhia, a série foi vista por 64 milhões de famílias no mundo todo nas quatro primeiras semanas após a sua estreia. Esse é praticamente o mesmo número que a terceira temporada de Stranger Things alcançou.

A Máfia dos Tigres teve a seu favor o fato de ter sido lançada justamente em uma época em que, por causa da pandemia de coronavírus, as pessoas estão tendo que passar mais tempo em casa. Isso mostra o quão importante é para a Netflix manter um ritmo constante de lançamentos de produções originais.

A Máfia dos Tigres

De acordo com Ted Sarandos, diretor de conteúdo da companhia, a maior parte das produções para 2020 e 2021 já foi filmada e está sendo finalizada remotamente pelos produtores. O problema é o que vai vir depois: estúdios em todas as partes do mundo estão com gravações paralisadas por causa da COVID-19.

Por ora, não parece ser um problema que preocupa (muito) a Netflix. O fato de a companhia aumentar a sua dívida em mais US$ 1 bilhão (o montante vai vir da emissão de títulos de dívidas) deixa claro que a pandemia pode até atrapalhar, mas não afetou os seus planos sobre conteúdo original.

Com informações: Reuters, TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados