Início / Notícias / Finanças /

PIX permitirá saque de dinheiro em lojas no 1º semestre de 2021

Além de confirmar saque de dinheiro em lojas, Banco Central anunciou que PIX permitirá pagamento de conta de luz

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Já sabemos que o PIX, sistema de pagamentos instantâneos que começa a funcionar no Brasil em 16 de novembro, vai permitir saque de dinheiro em lojas. Só não estava claro quando. Agora temos uma noção: os saques no varejo serão liberados em algum momento do primeiro semestre de 2021.

Pix / Banco Central

É o que informa João Manoel de Pinho Mello, diretor de organização do sistema financeiro e resolução do Banco Central. O executivo explica que a opção virá para “diminuir o custo de manejo de dinheiro no varejo e poder oferecer a possibilidade de um serviço, de uma conveniência, para o consumidor”.

Não será um procedimento complexo. Bastará ao cliente se dirigir ao caixa de uma loja ou supermercado, por exemplo, e informar que quer fazer um saque de determinado valor via PIX. O atendente escolherá a opção correspondente na maquininha de cartão que, na sequência, exibirá um QR Code.

O consumidor terá então que ler o código com o seu celular para confirmar a operação. Por fim, bastará ao atendente entregar o valor pedido para o saque.

É como se o cliente estivesse fazendo uma compra. Para ele, a vantagem é a conveniência. O saque no varejo poderá ser uma opção para quando não houver caixa eletrônico por perto. Para o varejista também haverá vantagens: além de atrair clientes para a loja, os saques poderão ser tarifados, embora não esteja claro em quanto.

PIX - Banco Central

PIX vai aceitar pagamento de conta de luz

Saques são interessantes, mas o PIX terá como principal atrativo permitir transferências de dinheiro e pagamentos 24 horas por dia, inclusive em fins de semana e feriados. Até contas de energia poderão ser pagas por meio da plataforma.

Isso será possível graças a um acordo de cooperação técnica fechado entre o Banco Central e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Além de beneficiar o consumidor, que poderá pagar a conta de luz em qualquer horário e dia da semana, o PIX permitirá que as distribuidoras de energia recebam os pagamentos mais rapidamente.

O Banco Central prevê também que o PIX acelerará o religamento da energia nos casos de pagamentos de contas em atraso.

A instituição esclarece ainda que a Aneel fará a interlocução com as distribuidoras e o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para que a opção de pagamento de contas de luz pelo PIX possa ser oferecida por todas as distribuidoras.

Com informações: Época Negócios.