Início / Notícias / Internet /

Twitter exibe alerta ao curtir tweets com informações falsas

Twitter passa a exibir alertas ao curtir tweets com informações falsas, assim como em retweets em publicações sinalizadas

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Twitter adotou novas medidas para combater as informações falsas. A rede social anunciou, nesta segunda-feira (23), um alerta que será exibido ao curtir tweets com conteúdos enganosos e sinalizados, assim como já acontece com os retweets em publicações marcadas pela plataforma.

Twitter (Imagem: Yucel Moran/Unsplash)

Twitter (Imagem: Yucel Moran/Unsplash)

O novo aviso chega aos usuários poucas semanas após os relatos sobre o desenvolvimento do recurso. Segundo o Twitter, os alertas serão exibidos ao curtir posts que foram sinalizados por haver alguma informação enganosa sobre a pandemia de COVID-19 (novo coronavírus), eleições e demais assuntos.

“Fornecer contexto sobre por que um tweet rotulado é enganoso sob nossa eleição, COVID-19 e as regras de mídia sintética e manipulada é vital”, anunciam. “Esses avisos ajudaram a diminuir os tweets de citações de informações enganosas em 29%, por isso estamos expandindo para mostrar quando você toca para curtir um tweet rotulado”.

A novidade tem funcionamento similar aos avisos em retweets. Ao curtir um tweet com alguma advertência sobre a procedência do conteúdo, a rede social irá emitir um aviso para conscientizar sobre as informações. Caso o usuário queira prosseguir mesmo após o alerta, um botão para dar o like na publicação estará disponível logo abaixo.

Twitter exibe alerta ao curtir e compartilhar tweets com informações falsas (Imagem: Reprodução/Twitter)

Twitter exibe alerta ao curtir e compartilhar tweets com informações falsas (Imagem: Reprodução/Twitter)

Twitter põe avisos em tweets nas Eleições 2020

Os avisos em tweets que alegam fraude também marcaram presença nas eleições municipal de 2020, no Brasil. Em 15 de novembro, durante o primeiro turno, a rede social sinalizou publicações insinuavam a existência de fraudes no processo eleitoral, com a marcação “esta reinvindicação de fraude é contestada”.

Ainda nesta semana, o Google, Facebook e Twitter se uniram para combater fake news sobre vacinas. A iniciativa organizada pela Full Fact também irá envolver esforços de agências de checagem de fatos de diversos países, grupos como a International Fact-Checking Network e órgãos de governo do Canadá e do Reino Unido.

Com informações: @TwitterSupport