Microsoft anuncia compra da Activision Blizzard, dona de CoD e Overwatch

Microsoft anuncia compra da Activision Blizzard; valor da aquisição pode ter sido US$ 70 bilhões, um dos maiores da história da indústria de games

Felipe Vinha
Por

A Microsoft anunciou que está em fase final de aquisição da Activision Blizzard, uma das mais tradicionais empresas dos games, e também seus estúdios, responsáveis por marcas como Call of Duty, Diablo, Overwatch, World of Warcraft, Guitar Hero, entre outros. O valor da compra não foi oficialmente mencionado mas fontes diversas citam que teria sido na casa de US$ 70 bilhões.

Activision agora é da Microsoft (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Inicialmente a informação havia sido ventilada pelo jornalista Jason Schreier, do Bloomberg, em seu Twitter, citando o The Wall Street Journal como principal fonte. Mas logo depois ela foi confirmada pela própria empresa com uma página oficial e especial para comemorar a compra.

Jason também levantou o questionamento sobre a legalidade do negócio, que envolve a produtora que mais passou por problemas em 2021, após inúmeras acusações e processos envolvendo má conduta e assédio sexual e moral em ambiente de trabalho. Na opinião do jornalista, porém, estes problemas parecem caminhar para uma resolução, já que a aquisição pode significar a dispensa de muitos nomes envolvidos nas acusações, incluindo o diretor atual, Bobby Kotick, que, por ora, continua por lá.

Na atual organização já divulgada pela Microsoft, a Activision Blizzard e seus executivos vão se comunicar diretamente com Phil Spencer como diretor da linha Microsoft Gaming, o que pode indicar que Spencer se torne o grande responsável pela empresa e sua reestruturação de pessoal. No passado, o executivo já havia demonstrado preocupação com a Activision e chegou a mencionar que repensaria a parceria entre Microsoft e Activision.

Phil Spencer parece substituir Bobby Kotick na Activision (Inagem: Divulgação/Microsoft)

No texto de apresentação, porém, Spencer indica que a Activision Blizzard vai continuar operando com liberdade e de maneira independente, sem mencionar detalhes de como isso vai funcionar. Talvez isso possa indicar também que os jogos da empresa continuem multiplataforma, a exemplo da Mojang e seu Minecraft, que também são da Microsoft mas continuam saindo em outros aparelhos.

A aquisição da Microsoft engloba ainda estúdios como Treyarch, Raven, Toys for Bob, High Moon, Beenox, Sledgehammer Games e Demonware.

Game Pass e mais

Phil Spencer aproveitou a ocasião para comemorar que o Game Pass alcançou a marca de 25 milhões de assinantes no mundo todo. O serviço da Microsoft oferece uma enorme biblioteca de jogos para download sem custo adicional, enquanto o usuário mantiver seu pagamento ativo.

O mais provável é que, assim que a compra for finalizada, o que será em breve, jogos da Activision Blizzard comecem a aparecer por lá, da mesma forma que aconteceu com a Bethesda, quando ela foi adquirida pela Microsoft em 2021.

Felipe Vinha

Ex-autor

Felipe Vinha é jornalista com formação técnica em Informática. Já cobriu grandes eventos relacionados a jogos, como a E3, BlizzCon e finais mundiais de League of Legends. Em 2021, ganhou o Prêmio Microinfluenciadores Digitais na categoria entretenimento. Foi autor no Tecnoblog entre 2020 e 2022, escrevendo principalmente sobre games e entretenimento. Passou pelos principais veículos do ramo, e também é apresentador especializado em cultura pop.

Relacionados

Relacionados