Início / Notícias / Finanças /

Open Finance completa um ano e Febraban prevê tempo recorde de implementação

Com o aniversário do Open Finance no Brasil, Febraban diz que contabilizou mais de 231 milhões de compartilhamentos de dados

Bruno Ignacio

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Open Finance completou seu primeiro ano de implementação com 231 milhões de interações para o compartilhamento de dados. Em comunicado, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) afirmou que a aplicação do sistema deve ocorrer em tempo recorde e com escopo maior do que o observado em outros países.

Cédulas de real (Imagem: Marcos Santos / USP Imagens)
Cédulas de real (Imagem: Marcos Santos / USP Imagens)

Esse sistema, traduzido de seu termo em inglês diretamente para “finanças abertas”, permite que seu histórico bancário seja consultado, caso você queira e autorize, por outras instituições para poder aproveitar produtos e serviços. Ou seja, ao migrar de um banco para o outro, seus registros de crédito podem ser aproveitados, em vez de iniciar uma relação do zero.

A implementação do Open Finance no Brasil ocorreu em quatro fases ao longo de seu primeiro ano. Segundo a Febrabran, o processo foi marcado “pela ausência de problemas estruturais ou impasses com questões legais”.

O Open Finance em 2022 

Agora, em 2022, o desafio deverá ser consolidar sua total implantação e estabilização para que novos produtos e serviços financeiros sejam criados e oferecidos aos clientes de instituições bancárias. Ao longo de seu primeiro ano de implementação, foram registradas 231,1 milhões de chamadas bem-sucedidas entre os participantes do sistema para o compartilhamento de dados.

Para Isaac Sidney, presidente da Febrabran, ainda existem desafios, mas o Open Finance segue avançando em rapidamente no Brasil:

“O Open Finance está no centro dos trabalhos técnicos da Febrabran e apresenta desafios enormes, principalmente com relação ao cronograma proposto. O setor bancário está contribuindo proativamente com a implantação do projeto no Brasil em um tempo recorde de implementação e com escopo maior do que o observado em outros países.”

Considerado a evolução do Open Banking, o Open Finance funciona no Brasil sob regulação e fiscalização do Banco Central. Esse sistema trabalha por meio de APIs (interfaces de programação de aplicações), que fazem a conexão entre as instituições financeiras participantes e permitem a troca de informações entre elas de uma maneira padronizada. Vale lembrar que toda a operação é realizada somente com o consentimento e autorização do cliente.

A expectativa da federação com a implantação completa do Open Finance é positiva. A entidade e o setor bancário afirmam seguir engajados com a iniciativa, o que deverá trazer mais conveniência para clientes e melhores ofertas de produtos e serviços para o mercado.