Início / Notícias / Computador /

NUC 12 Extreme com Intel de 12ª geração: o que tem de pequeno, tem de caro

NUC 12 Extreme "Dragon Canyon" é um mini-PC gamer da Intel com chip Core de 12ª geração e até 64 GB de RAM

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A 12ª geração de chips Core está entre nós e essa é uma boa razão para a Intel atualizar a sua linha de mini-PCs para jogos: o NUC 12 Extreme “Dragon Canyon” foi apresentado nesta semana. A novidade preserva o formato de “caixinha”, mas agora pode ser equipada com o poderoso Core i9-12900.

NUC 12 Extreme (imagem: divulgação/Intel)
NUC 12 Extreme (imagem: divulgação/Intel)

Na primeira olhada, o NUC 12 Extreme lembra um nobreak ou um estabilizador, mas a verdade é que essa caixa é um PC gamer completo — ou tão completo quanto um gabinete de 35,7 x 18,9 x 12 cm permite ser.

Essa confusão pode existir porque NUCs são pouco conhecidos no Brasil. Sigla para Next Unit of Computing, esse tipo de PC foi desenvolvido pela Intel como uma alternativa compacta e mais prática aos desktops tradicionais.

Em relação à geração anterior, o NUC 11 Extreme, a versão Dragon Canyon quase não traz mudanças no visual. Até o LED com formato de caveira na parte frontal foi mantido.

Para não dizer que não há mudanças no gabinete, a versão anterior tem duas portas USB tipo A (convencional) na frente; o NUC 12 Extreme troca uma delas por uma porta USB-C.

Agora com Intel Core de 12ª geração

Mudanças de verdade aparecem no hardware. O NUC 12 Extreme pode ser equipado com o Core i9-12900 (16 núcleos e 24 threads), como você já sabe, ou com o Core i7-12700 (12 núcleos e 20 threads). Ambos os chips pertencem à 12ª geração de processadores Core para desktops.

Ainda com relação a esse aspecto, o NUC 12 Extreme se destaca por ter um soquete convencional para o chip (LGA 1700), permitindo substituições; na geração anterior, o processador é soldado à placa-mãe.

O mini-PC pode contar ainda com até 64 GB de memória DDR4-3200 — há dois slots para RAM. Também cabe ao usuário definir a configuração de armazenamento usando as três conexões M.2 que o NUC 12 Extreme oferece.

Outro item que deve ser instalado pelo usuário é a GPU. O Ars Technica observa que é neste ponto que uma das limitações do mini-PC ficam evidentes: o NUC 12 Extreme tem espaço para placas de vídeo com até 12 polegadas (30 cm, aproximadamente). Isso significa que alguns modelos avançados, como a GeForce RTX 3090, podem não caber aqui.

O veículo também observa que as dimensões compactas do equipamento impedem a instalação de um sistema de resfriamento mais eficiente ali.

Em contrapartida, o mini-PC não faz feio no quesito conectividade: HDMI 2.0b, duas portas Thunderbolt 4, duas portas Gigabit Ethernet, oito portas USB de diferentes tipos, leitor de cartão SD, Bluetooth 5.2 e Wi-Fi 6E fazem parte das especificações.

NUC 12 Extreme (imagem: divulgação/Intel)
NUC 12 Extreme (imagem: divulgação/Intel)

NUC 12 Extreme: pequeno no tamanho, gigante no preço

Infelizmente, o tamanho diminuto do NUC 12 Extreme não implica preço baixo. Nos Estados Unidos, o mini-PC tem preços sugeridos que vão de US$ 1.150 (Core i7) a US$ 1.450 (Core i9), de acordo com a Intel.

Esses valores não parecem ser tão altos, mas essa impressão muda quando notamos que os preços não incluem memórias RAM, SSDs, placa de vídeo e licença do Windows (o equipamento também é compatível com distribuições Linux).

Você já sabe, mas só para constar: não há previsão para lançamento oficial do mini-PC no Brasil.