Início / Notícias / Aplicativos e Software /

Windows 11: anúncios no Explorador de Arquivos foram acidente, diz Microsoft

Explorador de Arquivos do Windows 11 exibiu anúncios promovendo o Microsoft Editor; propagandas foram desativadas pela Microsoft

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Explorador de Arquivos exibiu anúncios na versão de testes do Windows 11 recentemente. A mudança, que foi relatada por um participante do programa Windows Insider, deu muito o que falar nos últimos dias. Agora, a Microsoft afirmou que nada disso era para ter acontecido e retirou as propagandas do ar.

Logotipo do Windows 11
Microsoft diz que anúncios no Explorador de Arquivos do Windows 11 foram erro e retira-os do ar (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A informação partiu do gerente de programação sênior do Windows, Brandon LeBlanc. Ao The Verge nesta terça-feira (15), o executivo explicou que os anúncios que promoviam a própria Microsoft eram experimentais e deveriam nem sequer ser publicados externamente. Ele também afirmou que o recurso foi desativado.

Tudo começou com um tweet publicado por um participante do Windows Insider, o programa de testes da Microsoft. No sábado (12), o usuário Florian compartilhou uma captura de tela que mostrava um banner promovendo o Microsoft Editor com um botão de “Saiba Mais” no próprio Explorador de Arquivos do Windows 11.

A mudança, ainda que breve, chamou a atenção do público. Mesmo assim, o alcance da disponibilização do recurso ainda é um mistério. Em um teste realizado nesta segunda-feira (14), o site BleepingComputer não conseguiu habilitar os anúncios manualmente na compilação de testes mais recente do Windows 11.

Também não há informações sobre a liberação dos anúncios na versão estável do sistema no futuro. 

Anúncio no Explorador de Arquivos (imagem: Twitter/Florian)
Anúncio no Explorador de Arquivos (imagem: Twitter/Florian)

Anúncios no Windows não são lá uma novidade

Esta não é a primeira vez que a Microsoft exibe anúncios próprios no sistema operacional. Em 2016, algumas propagandas foram distribuídas em diversas partes do Windows 10, incluindo o Explorador de Arquivos. Em 2020, a companhia também promoveu o Microsoft Edge no menu Iniciar ao pesquisar por termos como “Chrome”, “Firefox”, “Opera” e “internet”. 

O assunto, ainda assim, levanta algumas polêmicas. Além do incômodo visual, a questão da privacidade também se encaixa na discussão. Por sorte, a Microsoft informou que o “banner experimental” do Windows 11 “não se destinava a ser publicado externamente”. Mas e se um dia a empresa decidir levar os testes adiante, liberando os anúncios nas compilações experimentais do Windows? Como vai ser?

E você, o que acha da exibição de anúncios da Microsoft no Windows 11? Compartilhe as suas opiniões com a gente lá na Comunidade do Tecnoblog!