Notícias Telecomunicações

5G puro será liberado em mais três cidades, mas atrasará em outras capitais

Grupo da Anatel libera início do 5G Standalone em Curitiba, Goiânia e Salvador; chegada da tecnologia deve atrasar em 15 capitais

Lucas Braga
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Aos poucos o 5G Standalone vai se espalhando pelas capitais brasileiras: Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA) estarão aptas a receber ativações de antenas da quinta geração a partir de 16 de agosto, terça-feira. No entanto, o grupo responsável pela liberação da frequência de 3,5 GHz adiou o lançamento em outras 15 capitais.

5G
5G (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A liberação do 5G Standalone nas três capitais foi dada após sinal verde do Gaispi, grupo que coordena os problemas de interferências na faixa de 3,5 GHz. A mitigação é necessária porque o espectro é atualmente ocupado pela TV aberta via satélite (TVRO).

Usuários da TV aberta via parabólica deverão trocar os equipamentos por novos, compatíveis com a banda Ku. A substituição pode ser feita de forma gratuita para usuários de programas sociais do governo, mediante agendamento prévio com a Siga Antenado.

Claro, TIM e Vivo já começaram a implementar o 5G puro nas cidades liberadas. Curitiba estreará a tecnologia com 316 antenas; Salvador com 139 estações rádio-base; e Goiânia com 100 antenas. De acordo com o cronograma inicial estabelecido pela Anatel, as operadoras devem colocar pelo menos uma estação para cada 100 mil habitantes.

Rio, Vitória, Florianópolis e Palmas serão as próximas

O Gaispi também divulgou as próximas capitais aptas a receber 5G: Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Palmas (TO) e Vitória (ES) devem receber a liberação ainda no mês de agosto.

O 5G puro já está disponível para utilização em Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP). No entanto, a cobertura inicial costuma ser restrita a alguns bairros, e deve levar um tempo para que a quinta geração tenha a mesma capilaridade que o 4G.

Teste de velocidade com 5G da Claro em Belo Horizonte
Teste de velocidade com 5G da Claro em Belo Horizonte (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)

5G deve atrasar ainda mais em outras 15 capitais

A princípio, o edital da Anatel estabelecia que todas as capitais tivessem 5G puro ativado até 31 de julho, mas o prazo foi adiado para 29 de setembro por conta do atraso na entrega dos equipamentos para mitigação das interferências.

No entanto, o 5G deve atrasar ainda mais: o Gaispi decidiu postergar por 60 dias a liberação da frequência de 3,5 GHz em 15 capitais, com data limite até 27 de outubro. São elas:

  • Aracaju (SE)
  • Belém (PA)
  • Boa Vista (RR)
  • Campo Grande (MS)
  • Cuiabá (MT)
  • Fortaleza (CE)
  • Maceió (AL)
  • Macapá (AP)
  • Manaus (AM)
  • Natal (RN)
  • Porto Velho (RO)
  • Recife (PE)
  • Rio Branco (AC)
  • São Luís (MA)
  • Teresina (PI)

Com o novo prazo para liberação das frequências, a data limite para que as operadoras cumpram o edital e ativem o 5G passa para 27 de novembro. No entanto, esse prazo pode ser antecipado caso as mitigações necessárias sejam concluídas.

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque