Notícias

Abrir 70 abas no Safari deixa o MacBook lento? As discussões na Comunidade do TB

Deixar muitas abas no navegador pode ser um teste curioso; acompanhe os assuntos mais comentados na Comunidade entre 3 e 10 de setembro

André Leonardo
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Chegamos ao final de mais uma semana com muitas discussões sobre o mundo da tecnologia na Comunidade do Tecnoblog. Será que abrir muitas abas no seu navegador pode ser um problema? O novo game da franquia Saints Row e dúvidas sobre o consumo de dados em planos telefônicos também fazem parte dos assuntos mais comentados na Comunidade entre 3 e 10 de setembro.

Capa TB Comunidade 10 de setembro - Safari
Abrir muitas abas no navegador pode deixar o MacBook lento? (Imagem: Vítor Pádua / Tecnoblog)

70 abas abertas podem deixar o MacBook lento?

Abrir muitas abas no navegador pode ser uma alternativa para acessar conteúdos rapidamente, mas também pode ser um gargalo para navegadores sedentos por memória. Aqui no TB, já comentaram que eu usava muitas abas simultaneamente, no entanto, nada comparado ao apareceu na Comunidade essa semana. 

O Igor Nagase costuma abrir muitas abas em seu MacBook com chip M1, enquanto utiliza o Google Maps e notou que o aparelho começou a apresentar certa lentidão, como comentou em um tópico da nossa Comunidade.

TB Comunidade print Igor

O tema curioso rendeu comentários surpresos e brincadeiras como as feitas pelo LekyChan e pelo Keaton.

TB Comunidade print Lekychan
TB Comunidade print Keaton

Apesar das piadas, que obviamente não poderiam ficar de fora, também surgiram algumas indicações de usuários de Mac que preferem utilizar outros navegadores, como o Goku e o LucasMiller.

TB Comunidade print Goku
TB Comunidade print Lucasmiller

Agora é a sua vez: Você já conseguiu travar ou deixar um MacBook com M1 lento? Qual é o melhor navegador para usar no sistema da Apple? Por último, porém não menos importante. Você costuma deixar muitas abas abertas no navegador?

Outros tópicos que repercutiram na Comunidade

Outros temas interessantes também marcaram a semana na Comunidade do TB. Confira os links abaixo.

  1. Consumo de dados de internet
  2. App de entregas americano estilo Loggi
  3. Saints Row não consigo meter legendas em português
  4. Roberto Setúbal sobre as fintechs: “eles passaram a ter os nossos problemas”

Além das discussões propostas pelos membros, nossa equipe de autores produz uma quantidade significativa de matérias, reportagens e reviews que também rendem debates.

As 5 melhores discussões sobre pautas do Tecnoblog

  1. Apple é proibida de vender iPhone sem carregador e leva multa de R$ 12 milhões
  2. C6 Bank avisa clientes que tag de pedágio passará a ser cobrada
  3. Fabricantes podem ser obrigadas a atualizar Android de todo celular por 3 anos
  4. Novo USB4 promete taxa de 80 Gb/s, mas a confusão dos nomes continua
  5. Ubuntu Unity é aceito pela Canonical como o novo “sabor” do Ubuntu Linux

Nesta semana, a Apple foi proibida de vender iPhones sem carregador no Brasil e ainda recebeu uma multa de R$ 12 milhões. A decisão do Ministério da Justiça e Segurança pública acusa a empresa de realizar venda casada.

iPhone 13 Pro Max, 13 Pro, 13 e 13 Mini na cor verde-alpino
iPhone 13 Pro Max, 13 Pro, 13 e 13 Mini na cor verde-alpino (Imagem: Divulgação / Apple)

Em sua defesa, a Apple justifica que a ausência de carregadores nas caixas do aparelho é devido à preocupação da empresa com o meio ambiente. A empresa ainda pode recorrer da decisão e essa novela deve render mais capítulos.

O C6 Bank surpreendeu muitos clientes ao avisar que as tags de pedágio passarão a ser cobradas. O comunicado feito por e-mail informa que serviço terá uma mensalidade de R$ 5,00. Contudo, clientes poderão ficar isentos de cobrança seguindo condições determinadas pela empresa. 

É isso pessoal, não deixem de acompanhar o Tecnoblog e participem das discussões na Comunidade.

André Leonardo

Analista de Conteúdo

André Leonardo é jornalista e radialista formado pela UCAM, com MBA em Mídias Sociais. Trabalhou por 15 anos no mercado audiovisual em empresas como TV Brasil e TV Globo antes de entrar para o Tecnoblog, em 2020. Apaixonado por games, produziu conteúdo para sites e seu canal no YouTube. Já foi judoca, skatista e atualmente está começando a encarar corridas leves.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque