Stack Overflow prepara versão offline para programadores sem internet

Versão offline de plataforma de perguntas e respostas pode ajudar países pobres, estações científicas remotas e projetos educacionais em prisões

Giovanni Santa Rosa
Por

O Stack Overflow ajuda muito quem trabalha com programação. Com milhões de perguntas e respostas da comunidade, várias dúvidas já estão resolvidas, a uma busca de distância. Para quem não tem acesso à internet, porém, isso não é tão simples. A empresa vai dar uma ajudinha e disponibilizar seu conteúdo para download e uso offline.

Código Javascript (imagem ilustrativa: Ferenc Almasi/Unsplash)
Código Javascript (imagem ilustrativa: Ferenc Almasi/Unsplash)

A iniciativa se chama Overflow Offline. A empresa vai trabalhar com desenvolvedores e organizações educacionais, científicas e de justiça para entender como essa plataforma deve funcionar.

O Stack Overflow fez uma parceria com a Kiwix. Ela é responsável por um programa de código aberto que funciona como um leitor offline de sites, sendo a Wikipédia o mais famoso deles.

A Kiwix já disponibilizava uma versão offline do Stack Overflow, mas desde 2018, não conseguiu mais atualizar seu acervo. A empresa ajudou o projeto a atualizar seu scraper para que ele voltasse a coletar os dados da plataforma de perguntas e respostas.

Um desafio é reduzir o tamanho. A versão atual do Stack Overflow offline tem 80 GB. É quase o mesmo que a versão em inglês da Wikipédia, com 6,5 milhões de artigos. Mesmo assim, algum avanço já foi feito, já que a versão anterior da Kiwix tinha 134 GB.

Stack Overflow quer ajudar quem não tem internet

Pode parecer estranho que, em pleno 2022, com tanta tecnologia, pessoas não tenham acesso à internet para aprender a programar — mas esse é o caso de muita gente, por diversos motivos.

Em seu post sobre o assunto, o Stack Overflow conta a história de Jessica Hicklin, que foi presa aos 16 anos e só voltou à liberdade 26 anos depois.

Ela aprendeu a programar na prisão, graças a um projeto educacional. Sem acesso à internet, ela dependia de um amigo, que trazia um arquivo XML a cada três meses com conteúdo do site de perguntas e respostas.

A empresa também menciona os casos do Ice Cube Lab, uma estação de pesquisa no Polo Sul, e de Camarões, onde dois terços da população (cerca de 18 milhões de pessoas) não têm acesso à internet. O Stack Overflow offline pode ajudar no aprendizado e no trabalho em situações assim.

Com informações: Stack Overflow, The Verge.

Relacionados

Relacionados