Alfândega dos EUA confunde fones da OnePlus com AirPods falsos

OnePlus Buds têm suporte a Dolby Atmos; fones de ouvido true wireless custam US$ 79, metade dos Apple AirPods

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
OnePlus Buds
OnePlus Buds

Existem muitos fones de ouvido terrivelmente parecidos com os AirPods e que custam uma fração do preço. O design da Apple acabou se tornando um ponto de referência para fones true wireless, a ponto de a alfândega dos EUA se confundir e achar que uma carga de OnePlus Buds era composta por produtos falsificados.

A CBP (Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA) divulgou um comunicado à imprensa avisando que, em 31 de agosto, seus agentes apreenderam 2 mil “fones Apple Airpod falsos” no aeroporto internacional JFK, em Nova York, vindos de Hong Kong.

“A interceptação desses fones de ouvido falsificados é um reflexo direto da vigilância e do compromisso com o sucesso da missão por parte de nossos agentes da CBP”, afirma o diretor Troy Miller no comunicado.

OnePlus Buds

OnePlus Buds vs. Apple AirPods

No entanto, a alfândega ilustra a apreensão com duas fotos do OnePlus Buds, anunciado em julho: ele possui autonomia de 7 horas para reprodução contínua de música, estojo com recarga rápida, tecnologia Dolby Atmos para simular som tridimensional e certificação IPX4 para proteger contra suor.

A OnePlus, conhecida por seus celulares acessíveis, lançou os Buds por US$ 79. Enquanto isso, os AirPods mais baratos têm preço sugerido de US$ 159 nos EUA; no Brasil, são R$ 1.349.

A CBP divulgou a apreensão através do Twitter dizendo “ISSO NÃO É UMA 🍎 [maçã]”. A OnePlus reagiu com bom-humor e respondeu: “ei, devolva 🙃”.

OnePlus Buds

Com informações: TechCrunch.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados