Anatel faz operação em sete estados para combater produtos piratas

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Foto por Jason Howie/Flickr

A Anatel vem realizando nesta terça-feira (22) uma operação em sete estados e 15 distribuidores para combater produtos piratas. De acordo a agência reguladora, denúncias indicam que grandes grupos estão distribuindo equipamentos não homologados, o que gera vantagens competitivas indevidas.

A fiscalização, que conta com 78 fiscais da Anatel e com o auxílio da Receita Federal, está ocorrendo nos estados de São Paulo, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Nessas unidades da federação, 14 municípios estão recebendo as equipes — a lista das cidades será divulgada somente após o término da operação.

O objetivo é combater produtos considerados piratas, com foco em roteadores e cabos utilizados para ofertar serviços de internet, bem como conversores de televisão por assinatura importados de maneira ilegal. Denúncias recebidas pela Anatel sugerem que até 70% dos equipamentos de rede em uso nas empresas, especialmente em pequenos provedores, não são homologados.

Os equipamentos ilegais que forem encontrados em distribuidores e lojas serão lacrados ou apreendidos e não poderão mais ser comercializados no Brasil.

A ação da Anatel chega no mesmo mês em que a agência começou a bloquear celulares piratas. O órgão diz que esses terminais podem causar congestionamentos nas redes das operadoras e podem ser perigosos por apresentarem grande quantidade de chumbo e cádmio, e não terem garantias em relação a limites de radiações eletromagnéticas. Mais de 37 mil aparelhos foram bloqueados nos primeiros nove dias.

Com informações: Convergência Digital, TeleSíntese.

Receba mais sobre Anatel na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados