Apple Vision Pro é usado por equipe médica durante cirurgia de coluna

Instrumentadora cirúrgica contou com ajuda do Apple Vision Pro para selecionar ferramentas corretas e acompanhar procedimentos

Giovanni Santa Rosa
Por
Apple Vision Pro no centro cirúrgico
Apple Vision Pro usa aplicativo da Exex para auxiliar cirurgia (Imagem: Divulgação / Exex)

Uma instrumentadora cirúrgica usou o Apple Vision Pro para auxiliar seu trabalho durante uma operação de coluna. O equipamento ajudou a monitorar informações vitais do paciente, bem como selecionar as ferramentas corretas e acompanhar o procedimento. É a primeira vez que o headset da marca da maçã é usado em uma cirurgia na Europa.

O software usado durante a cirurgia foi criado pela empresa Exex, dos Estados Unidos, e a operação foi realizada no Cromwell Hospital, em Londres (Reino Unido). Com o Apple Vision Pro, é possível ver o mundo real, com a ajuda das câmeras do aparelho, e telas virtuais, com informações desejadas.

Apple Vision Pro na sede da Apple nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Apple Vision Pro durante o lançamento, na sede da Apple, nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

“O software da Exex dá acesso holográfico, sem a necessidade de toques, aos materiais e aos guias de procedimento dentro da sala de cirurgia, garantindo dados e visualizações que nunca estiveram disponíveis anteriormente”, diz o comunicado publicado pela empresa e pelo hospital.

Suvi Verho, instrumentadora cirúrgica chefe do London Independent Hospital, concorda com a utilidade do app. “Ele elimina erro humano e o achismo”, avalia.

Empresa já fez software parecido para HoloLens 2

O Apple Vision Pro foi anunciado em 2023 e só chegou às lojas dos EUA no começo de 2024. Ele não está disponível em outros países, nem mesmo no Reino Unido. Em fevereiro, o headset foi usado pela primeira vez em uma sala de cirurgia: o neurocirurgião Robert Masson vestiu o equipamento para contar com ajuda em uma cirurgia de coluna.

Hololens 2 dentro de centro cirúrgico

Apesar de toda a repercussão, o Vision Pro não é o primeiro headset a usar realidade aumentada para fins médicos. A própria Exex desenvolveu um software similar para o HoloLens 2, da Microsoft. Bem antes disso, o Google Cardboard, um “headset de papelão” para encaixar o smartphone, também auxiliou em uma cirurgia.

Com informações: Exex, Daily Mail

Relacionados