Beats lança fones Solo 4 e Solo Buds com longa duração de bateria; saiba preços

Novos fones de ouvido têm preços mais acessíveis que outros modelos da Beats e são compatíveis com Android e iOS, mas deixam de lado recursos avançados

Giovanni Santa Rosa
Por
Beats Solo Buds
Estojo dos Solo Buds não tem bateria e só carrega fones quando ligado a uma fonte de energia (Imagem: Divulgação / Beats)

A Beats lançou dois novos modelos de fones de ouvido: o headphone Solo 4, que custa R$ 1.949 no Brasil, e os earbuds Solo Buds, ainda sem preço no mercado nacional. Nos Estados Unidos, saem por US$ 199 e US$ 79, respectivamente. Eles se destacam pela bateria de longa duração, mas deixam de lado recursos mais avançados, como o cancelamento de ruído ativo.

A marca Beats é de propriedade da Apple, mas isso não significa que os fones são só para quem tem um iPhone. Tanto o Solo 4 quanto os Solo Buds são compatíveis com Android e iOS. Eles têm suporte às redes Buscar, da Apple, e Encontre meu Dispositivo, do Google.

Para recarregar, ambos oferecem uma porta USB-C. O Solo 4 também tem entrada para cabo 3,5 mm e pode funcionar plugado quando não tem mais carga na bateria. Por falar em bateria, o Solo 4 promete durar até 50 horas longe da tomada, enquanto os Solo Buds oferecem 18 horas.

Eles também contam com o carregamento rápido Fast Fuel. O Solo 4 ganha cinco horas de reprodução com uma recarga de dez minutos. Já os Solo Buds conseguem tocar música por uma hora após cinco minutos de recarga.

Um ponto curioso sobre os Solo Buds é que o estojo não tem bateria: ele só carrega os fones se estiver ligado a uma fonte de energia (uma tomada, um computador ou até mesmo um smartphone). Tirando isso, é só para guardar os buds, mesmo. Isso significa que as 18 horas de autonomia são ininterruptas, sem precisar parar para reabastecer.

Sem cancelamento de ruído ativo

O Solo 4 oferece suporte a Áudio Espacial com rastreamento dinâmico da cabeça, o mesmo encontrado em modelos mais recentes de AirPods. Com isso, ele consegue simular que você está diante de um alto-falante, passando todo o som para o fone esquerdo quando você se vira para a direita, por exemplo. Já os Solo Buds não contam com este recurso.

Beats Solo 4
Beats promete que almofadas UltraPlush ajudam no isolamento (Imagem: Divulgação / Beats)

Ainda em som, o Solo 4 pode reproduzir áudio lossless quando conectado por um cabo USB-C ou 3,5 mm. Isso não é possível com a conexão Bluetooth.

Ambos ficam devendo o cancelamento ativo de ruído, o que ajuda a explicar a longa duração da bateria — este recurso exige bastante processamento, o que gasta energia.

Beats Solo Buds com quatro opções de ponteiras
Solo Buds vêm com quatro opções de tamanho de ponteiras (Imagem: Divulgação / Beats)

Mesmo assim, a Beats promete que as almofadas UltraPlush do Solo 4 e ponteiras do Solo Buds, que vêm em quatro tamanhos diferentes, isolam o som externo de forma passiva.

Preço e disponibilidade

Nos EUA, o Beats Solo 4 e os Solo Buds foram considerados uma alternativa mais acessível em relação a outros produtos da marca. Por lá, eles custam US$ 199 e US$ 79, respectivamente.

Por aqui, a história é um pouco diferente. Na loja oficial da Apple, o Solo 4 aparece custando R$ 1.949, sem previsão para início das vendas. Não dá para dizer que é barato. Já os Solo Buds não foram listados até o momento.

Mesmo assim, é bom lembrar que outros varejistas raramente seguem os preços oficiais. Um exemplo é o Beats Studio Pro. Ele custa US$ 349 nos EUA e R$ 2.999 na loja oficial da Apple no Brasil, mas no varejo nacional, é possível encontrá-lo por R$ 2.000 ou até menos.

Com informações: Apple, Cnet, The Verge

Receba mais sobre Beats na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados