O HTTPS está virando padrão na internet. No Brasil, 73% das páginas carregadas pelo Chrome já possuem conexão criptografada. Por isso, o Google decidiu que, a partir da versão 69 do navegador, com lançamento previsto para setembro de 2018, o cadeado verde com a inscrição “Seguro” não será mais exibido para os usuários.

A mudança será gradual: no Chrome 69, sites com HTTPS passarão a mostrar apenas um cadeado cinza discreto na barra de endereços. “Eventualmente”, segundo o Google, não haverá mais nenhuma indicação de segurança quando uma página for servida com conexão criptografada.

Isso porque, de acordo com o Google, “os usuários devem esperar que a web é segura por padrão, e eles serão avisados quando houver um problema”. A ideia é inverter as coisas: no Chrome 70, que será lançado em outubro de 2018, todos os sites que forem servidos por HTTP mostrarão um alerta vermelho com a inscrição “Não seguro” sempre que você digitar em algum campo de texto.

Sempre vale lembrar que o simples fato de um site ter HTTPS e cadeado de segurança não significa exatamente que ele seja “seguro”: apenas indica que os dados entre você e o servidor de destino serão criptografados, dificultando que alguém intercepte as informações. Isso, claro, se a chave de criptografia privada do site não vazar na internet.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados