Cirion inicia conserto de cabo submarino que se rompeu e impactou web

Executiva explica que o provável impacto de uma âncora afetou o cabo submarino na costa do Rio de Janeiro. Procedimento deve durar cinco dias.

Thássius Veloso
Por
Mapa de rede de cabos da Cirion no Brasil (Imagem: Divulgação/Cirion)

O cabo submarino que se rompeu entre o Rio de Janeiro e Fortaleza passará por consertos a partir de hoje. Conforme nós noticiamos, o problema afetou a experiência de navegação de consumidores espalhados pelo país. Agora, a Cirion, empresa dona do equipamento, inicia os trabalhos para que o cabo volte a funcionar normalmente, de acordo com o site especializado Telesíntese.

A informação foi divulgada pela vice-presidente executiva da Cirion, Tatiana Fonseca, durante um painel no congresso de telecomunicações Futurecom, que acontece em São Paulo.

Rompimento há três semanas

O problema surgiu em 11 de setembro e foi noticiado pelo Tecnoblog no dia 14, após surgirem relatos de assinantes de internet com dificuldade para visualizar páginas da internet.

Na ocasião, a Cirion emitiu uma nota na qual dizia que rotas alternativas haviam sido acionadas para “assegurar a confiabilidade dos nossos serviços de rede”.

Os clientes potencialmente afetados foram avisados da situação. Estamos tomando todas as medidas necessárias para acelerar o reparo do cabo afetado. Ainda não temos uma previsão de recuperação. Forneceremos novas atualizações conforme mais informações estejam disponíveis.

No entanto, parece ter sido uma solução paliativa, já que somente agora será iniciado o processo de reparo dessa infraestrutura.

Navio no mar
Registro da instalação de um cabo submarino (Imagem: Divulgação/Google)

Âncora

Ainda de acordo com o Telesíntese, Tatiana disse que o problema provavelmente está relacionado com o impacto de uma âncora no cabo submarino. Ele teria ocorrido na costa do Rio de Janeiro.

A empresa conseguiu rotear 80% do tráfego IP num intervalo de cinco dias. Foram usadas tantas rotas subaquáticas quanto terrestres. O demais redirecionamento ocorreu posteriormente.

A expectativa é de que os trabalhos de conserto sejam concluídos na semana que vem, após cinco dias. Para se ter uma ideia, um navio com equipamentos chegou ao Rio de Janeiro. Será necessário tirar o cabo do fundo do mar para realizar todos os procedimentos.

Tatiana disse que uma investigação está em andamento para determinar os responsáveis pelo problema.

Com informações: Telesíntese

Receba mais sobre Fortaleza na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados