Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 mostra como funcionam os botões para jogos

Xiaomi Black Shark 4 possui gatilhos magnéticos para melhorar a experiência em jogos; versão global entra em pré-venda

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos
Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)
Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)

O Xiaomi Black Shark 4 passou por um desmanche nesta quarta-feira (28). Pelo YouTube, Zack Nelson, do canal JerryRigEverything, revelou o interior do celular gamer e o funcionamento dos gatilhos magnéticos para jogos, que podem ser contraídos se não estiverem em uso. Não há previsão de lançamento do smartphone da Xiaomi no Brasil.

A análise demonstrou os detalhes do celular além da parte exterior, que não traz os característicos LEDs coloridos de produtos para o público gamer. Um dos pontos de destaque do vídeo fica pelos botões laterais para jogos, que podem ser ocultados.

O acionamento dos gatilhos magnéticos ocorre através de uma alavanca. Ao empurrá-la, os botões ficam elevados, para que o usuário possa usá-los durante a partida de algum game. Depois, é só retornar à posição anterior para “guardar” os botões, mantendo-os na mesma altura da lateral do celular.

Gatilho magnético do Black Shark 4 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Gatilho magnético do Black Shark 4 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

No vídeo, é possível ver como o recurso funciona. Segundo Nelson, os gatilhos contam com um imã no botão e outro no controle deslizante. Ao recolher as teclas, as duas peças são atraídas uma pela outra, segurando o botão no nível do telefone. Ao acioná-los, os ímãs são posicionados para se repelir e levar as teclas para fora.

Além da alavanca e dos botões, há um terceiro componente no mecanismo. Este item é responsável por entrar em contato com a parte eletrônica do recurso para emitir os comandos. O desmanche ainda mostrou o sistema de resfriamento e a bateria de 4.500 mAh, que é dividida em duas células.

Xiaomi Black Shark 4 tem recarga de 120 watts

No fim de março, a Xiaomi apresentou os seus novos celulares para o público gamer, o Black Shark 4 e o Black Shark 4 Pro. Os smartphones chamam a atenção pela bateria com recarga de 120 watts. Segundo a fabricante, os telefones são capazes de completar a carga de seus componentes de 4.500 mAh em 15 minutos.

Os demais destaques ficam pela tela de 144 Hz e a memória RAM de até 16 GB, a depender do modelo de escolhido. Outra diferença entre as edições fica pelo processador: enquanto o Black Shark 4 traz o Snapdragon 870, a variante Pro conta com o Snapdragon 888 em seu interior.

A versão global do Black Shark 4 entrou em pré-venda nesta quarta-feira (28) com preços a partir de US$ 499 (cerca de R$ 2.670 em conversão direta).

Com informações: SlashGear

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados