Facebook Messenger segue WhatsApp e limita mensagens encaminhadas

Facebook Messenger e WhatsApp permitem encaminhar mensagem (texto, foto ou vídeo) para cinco pessoas ou grupos

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Facebook Messenger

O Facebook Messenger está adotando um limite para o encaminhamento de mensagens: você só poderá repassar o mesmo texto, foto ou vídeo para cinco pessoas ou grupos de cada vez. O WhatsApp introduziu essa mesma medida há algum tempo para conter a disseminação de notícias falsas; aqui, o objetivo é o mesmo.

“Acreditamos que controlar a disseminação da desinformação é fundamental à medida que a pandemia global da COVID-19 continua, e à medida que as eleições se aproximam nos Estados Unidos, Nova Zelândia e outros países”, diz o Facebook em comunicado.

Para a empresa, o limite de encaminhamento no Messenger servirá para “ajudar a conter os esforços daqueles que procuram causar o caos, semear incertezas ou, inadvertidamente, minar informações precisas”.

Cada mensagem no histórico do Messenger permite escolher a opção Encaminhar. Então, surge uma tela com seus contatos e um botão Enviar ao lado deles. Se você repassa essa mensagem para cinco pessoas, esse botão é desativado e impede o envio para outros. Surge também o aviso “atingido o limite de encaminhamento”.

WhatsApp também limita encaminhamento

Desde o início de 2019, o WhatsApp adota o limite de encaminhamento para cinco pessoas. E, se o app detecta que uma mensagem viralizou, ela é sinalizada por uma seta dupla ao lado do aviso “Encaminhada”, e pode ser enviada apenas para um contato por vez.

“Acreditamos que é importante desacelerar a disseminação de mensagens encaminhadas para que o WhatsApp continue sendo um espaço seguro para conversas pessoais”, disse a empresa em abril.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados