Governo abre processo seletivo com 200 vagas temporárias em TI e salário de R$ 8.300

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos faz seleção para diversos cargos. Contratos devem durar 4 anos.

Emerson Alecrim
Por
Teclado do Avell Hyb A70 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Governo federal abre processo seletivo para 200 vagas temporárias em TI (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Resumo
  • O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lançou um processo para contratar 200 profissionais de TI para o programa Startup GOV.BR, com salário inicial de R$ 8.300 mensais, além de auxílio-alimentação.
  • As oportunidades são divididas em várias especialidades, incluindo Análise de Processos de Negócios, Ciência de Dados, Desenvolvimento de Software, UX, Gestão de Projetos, Infraestrutura de TI e Segurança da Informação.
  • Os candidatos devem ter nível superior em qualquer área e pelo menos cinco anos de experiência relevante ou título de mestre/doutor em áreas específicas. O contrato tem duração de até quatro anos, com possibilidade de prorrogação.
  • As inscrições estão abertas de 2 a 20 de maio de 2024 no site do Instituto AOCP, com taxa de R$ 60. A prova objetiva está marcada para 30 de junho de 2024.

A criação do programa Startup GOV.BR levou o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) a anunciar um processo seletivo simplificado para contratação de 200 profissionais de TI, além de cadastro reserva. A remuneração inicial bruta é de R$ 8.300 por mês.

Todos os postos têm carga horária semanal de 40 horas e seguem o regime de trabalho presencial por padrão, mas há possibilidade de home office (que o governo chama de teletrabalho). Além da remuneração mensal, os profissionais contratados receberão auxílio-alimentação (valor não divulgado).

Quadro de vagas

As vagas disponíveis são as seguintes:

CargoVagas de ampla concorrênciaVagas para PcDVagas para negrosTotal de vagas
Especialista em Análise de Processos de Negócios222630
Especialista em Ciência de Dados262735
Especialista em Desenvolvimento de Software302840
Especialista em Experiência do Usuário (UX)111315
Especialista em Gestão de Projetos342945
Especialista em Infraestrutura de Tecnologia da Informação111315
Especialista em Segurança da Informação e Proteção de Dados151420

Os postos exigem graduação de nível superior em qualquer área de conhecimento mais uma das seguintes condições:

  • experiência profissional de cincos anos em uma das seguintes áreas: Tecnologia da Informação e Comunicação, Ciência de Dados, Administração Pública, Comunicação, Administração, Ciência da Informação ou Engenharias; ou
  • título de mestre ou doutor em uma das seguintes áreas: Tecnologia da Informação e Comunicação, Ciência de Dados, Administração Pública, Comunicação, Administração, Ciência da Informação ou Engenharias.

O prazo de duração dos contratos é de até quatro anos, mas pode ser prorrogado de acordo com as necessidades do MGI.

Contratados atuarão no programa Startup GOV.BR (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Contratados atuarão no programa Startup GOV.BR (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Os contratados atuarão no Startup GOV.BR, de acordo com a Agência Brasil. Trata-se de um programa criado pelo governo federal para apoiar iniciativas de transformação digital no âmbito dos serviços públicos.

Prazo de inscrição e prova

Os interessados em concorrer a uma vaga no MGI deverão se inscrever no site do Instituto AOCP entre 2 e 20 de maio de 2024. A taxa de inscrição é de R$ 60, mas candidatos cadastrados no CadÚnico e doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde poderão solicitar isenção.

O processo seletivo inclui uma prova objetiva de 70 questões prevista para ser aplicada em 30 de junho de 2024. De acordo com o Instituto AOCP, a prova será realizada em todas as capitais do Brasil, podendo ser estendida a cidades vizinhas se o número de inscritos for elevado.

Todos os detalhes estão disponíveis no Edital DGP/SSC/MGI nº 12.

Atualização em 02/05/2024: o texto original informava se tratar de um concurso público, quando, na verdade, as vagas serão preenchidas via processo seletivo simplificado.

Relacionados