Empresa Hubble Network realiza primeira conexão Bluetooth com satélite

Hubble Network conseguiu conectar um dispositivo da Terra com um satélite em órbita de 600 km usando Bluetooth. Empresa é a primeira da história a realizar o feito

Felipe Freitas
Por
Bluetooth
Empresa tem planos de lançar constelação satélites para criar rede Bluetooth no espaço (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A empresa Hubble Network (sem relação com o telescópio) é a primeira a conectar um dispositivo com um satélite usando Bluetooth. Em março, os dois primeiros satélites da companhia foram lançados usando foguete da SpaceX. Os satélites da Hubble Network estão em uma órbita de 600 km da Terra.

A empresa americana quer utilizar esse tipo de conexão para permitir novas possibilidades de aplicações de Internet das Coisas (IoT em inglês). Em seu site, a Hubble Network cita, entre outras propostas, o uso do Bluetooth via satélite para rastreio de containers, logística, rastreio de máquinas e ferramentas em construções e agricultura — esta uma das principais aplicações para uma futura entrada no mercado brasileiro. Aplicações pessoais também são previstas, como localização de crianças através de smartwatches e de animais domésticos.

Conexão Bluetooth com distância de 600 km

O quão longe você consegue se afastar do seu celular usando seus fones de ouvido com Bluetooth conectado? Provavelmente alguns metros até perder a conexão, já que a maioria dos dispositivos doméstico e de uso pessoal têm um alcance de 10 metros.

Satélite da Hubble Network em testes (Imagem: Divulgação/Hubble Network)
Satélite da Hubble Network em testes (Imagem: Divulgação/Hubble Network)

Para ampliar esse alcance da conexão Bluetooth, a Hubble Network usa várias antenas em um único satélite, que é fabricado pela Spire Global. A empresa diz que essas antenas funcionam como uma “lupa”, permitindo que produtos com Bluetooth se comuniquem com o satélite. Assim, o equipamento também pode se conectar com um maior número de dispositivos.

O grande objetivo da Hubble Network é formar uma constelação de 300 satélites. A empresa tem autorização para lançar mais um equipamento nos próximos meses e quer fazer um quarto lançamento até o fim do ano. Em 2025, a empresa pretende lançar 32 satélites.

Uma vantagem dessa proposta de conexão Bluetooth via satélite é que o equipamento para ligar os dispositivos é pequeno — economizando nos custos do lançamento. A empresa não chega a divulgar as medidas, mas em um vídeo compartilhado no LinkedIn e na imagem do teste em Terra vemos um satélite pequeno. Ele só fica largo por causa dos painéis solares.

Aqui vale uma comparação interessante, ainda que com satélites para aplicações diferentes. O satélite usado pelo Galaxy S22 Ultra para realizar uma chamada tem um tamanho parecido com uma quadra de tênis.

Com informações: TechCrunch

Relacionados