Intel Arc é uma linha de GPUs dedicadas que vai competir com Nvidia e AMD

Com promessa de alto desempenho, primeiros chips gráficos Intel Arc serão anunciados no primeiro trimestre de 2022

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 6 meses
GPUs Intel Arc (imagem: reprodução/Intel)

Quando a Intel introduziu as GPUs Xe, deu a entender que pretendia brigar com a Nvidia e a AMD no segmento de chips gráficos de alto desempenho. Não era uma expectativa exagerada: nesta semana, a companhia anunciou a Intel Arc, a sua marca de placas de vídeo dedicadas.

A nova linha é direcionada a consumidores finais, ou seja, visa atender a qualquer usuário que precisa de alto desempenho gráfico, com óbvio destaque para o público gamer. Para tanto, os produtos Arc englobarão não só as GPUs (o hardware em si) como também o ecossistema de softwares e serviços relacionados a soluções gráficas.

Com base nisso, não é um equívoco presumir que a nova linha vai, pelo menos até certo ponto, disputar espaço com as GPUs Nvidia GeForce e AMD Radeon, tanto em desktops quanto em notebooks.

Alchemist: a primeira geração

Os codinomes das quatro primeiras gerações de gráficos Intel Arc já foram definidos:

  1. Alchemist
  2. Battlemage
  3. Celestial
  4. Druid

A primeira, Alchemist, é o novo codinome das GPUs dedicadas até então conhecidas como DG2. Elas são baseadas na microarquitetura Xe-HPG (Xe High Performance Gaming) que, por sua vez, é voltada justamente a alto desempenho.

Neste ponto, vale relembrar que a Intel criou quatro categorias principais de microarquiteturas:

  • Intel Xe-LP: GPU integrada para notebooks de baixo consumo;
  • Intel Xe-HP: microarquitetura de alto desempenho para datacenters;
  • Intel Xe-HPC: microarquitetura de alto desempenho para supercomputação;
  • Intel Xe-HPG: GPU dedicada voltada ao segmento gamer.

As GPUs Intel Arc Alchemist devem ser anunciadas oficialmente no primeiro trimestre de 2022. Espera-se que a linha conte com pelo menos seis modelos. Todos serão compatíveis como DirectX 12 Ultimate e ray tracing, de acordo com a companhia.

Vem briga boa por aí?

O segmento de GPUs dedicadas é bastante complexo, por isso, esta pergunta é inevitável: será que a linha Intel Arc conseguirá incomodar a Nvidia e a AMD? Ainda não temos a resposta, mas a Intel tenta mostrar otimismo:

O lançamento da marca Intel Arc e das próximas gerações de hardware reforçam o compromisso de longo prazo da companhia com gamers e criadores do mundo todo. Nossas equipes estão realizando um trabalho excepcional a fim de garantir experiências totalmente inéditas quando estes produtos chegarem às prateleiras no início de 2022.

Roger Chandler, vice-presidente da Intel e diretor geral de Client Graphics Products and Solutions

Se ainda não é possível prever quão competitiva a linha Arc será, por outro lado, é importante reconhecermos que a companhia tem chances reais de se estabelecer no mercado de GPUs dedicadas, por uma série de razões.

Uma delas é o seu time de profissionais. Vale lembrar, como exemplo, que a Intel contratou Raja Koduri em 2017, engenheiro que, por muito tempo, foi um dos nomes mais importantes da divisão Radeon Technologies, da AMD.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados