Nintendo Switch é oficialmente o terceiro console mais vendido da história

Videogame superou o PlayStation 4 e o Game Boy, mas ainda está atrás do Nintendo DS e do PlayStation 2; jogos do sistema continuam sendo sucesso de vendas

Ricardo Syozi
Por
• Atualizado há 8 meses
Nintendo Switch OLED
Nintendo Switch OLED (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

No relatório de resultados financeiros que engloba os meses de abril a dezembro de 2022, a Nintendo novamente alcançou bons números com seu console híbrido. O Switch chegou à marca de 122,5 milhões unidades em todo o mundo, o consolidando como terceiro videogame mais vendido de todos os tempos. Os games da plataforma continuam quebrando recordes, com Mario Kart 8 Deluxe liderando os números totais.

As informações foram divulgadas pela companhia japonesa na madrugada da terça-feira (7). Entre os meses de outubro e dezembro de 2022, o Switch vendeu cerca de 6,5 milhões de unidades.

No entanto, apenas o modelo OLED se deparou com um aumento substancial de 92,5% em comparação ao mesmo período em 2021. A versão padrão viu uma queda de 55,7%, enquanto o Lite teve uma diminuição de 37% nas vendas.

Segundo a Big N, o principal motivo foi a escassez de semicondutores no mercado, o que diminuiu a produção dos consoles. Mesmo assim, os números totais de vendas colocam o sistema no terceiro lugar de videogames mais vendidos de todos os tempos:

  1. PlayStation 2 – 155 milhões;
  2. Nintendo DS – 154 milhões;
  3. Nintendo Switch – 122 milhões.

Por outro lado, fica a dúvida se a plataforma terá fôlego para superar os dois primeiros lugares. No ritmo em que está, seria necessário pouco mais de dois anos de mercado para realizar essa façanha.

Nintendo Switch Lite
Versão Lite (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Switch has games

Direcionando para a área de software, o sistema provou mais uma vez que é uma máquina de vender jogos. O principal exemplo é que Mario Kart 8 Deluxe chegou à incrível marca de 52 milhões de unidades vendidas, um título de Wii U, mas que viu uma vida nova ao receber um ótimo port.

Pensando em games mais recentes, Pokémon Scarlet & Violet venderam 20,61 milhões de cópias ao redor do mundo. Isso é ainda mais impressionante se lembrarmos que eles foram lançados em novembro de 2022, ou seja, em menos de dois meses.

Para efeito de comparação, a Sony anunciou que toda a franquia The Last of Us alcançou a marca de 37 milhões de unidades vendidas. Contudo, esse número engloba todos os jogos. Isto é, desde a versão de PlayStation 3 que chegou às lojas em 2013 até o remake para PS5 lançado em setembro de 2022.

Entre abril e dezembro do ano passado, outras produções exclusivas do console híbrido da Big N obtiveram bastante sucesso. Por exemplo: Splatoon 3 vendeu 10,13 milhões de unidades, enquanto Nintendo Switch Sports viu 8,61 milhões de cópias saíres das lojas.

Por fim, Super Mario Strikers: Battle League e Xenoblade Chronicles 3 venderam menos de 2 milhões de unidades cada.

Xenoblade Chronicles 3
Xenoblade Chronicles 3 (Imagem: Divulgação / Nintendo)

Empresa teve queda em seus números

Mesmo com a grande popularidade tanto de hardware quanto de software, a Big N apontou queda em sua área financeira.

Primeiramente, as vendas totais caíram 1,9%, saindo de 1,320 milhões de ienes para 1,295 milhões. Isso afetou os lucros da empresa de Quioto, que se deparou com uma diminuição de 13,1%. No mesmo período, em 2021, a Nintendo havia garantido 472,5 milhões de ienes, mas dessa vez ficou com 410,5 milhões.

Como resultado, a estimativa financeira para o fim do ano fiscal, que ocorrerá em março de 2023, foi alterada pela companhia. Agora, a receita esperada é de 1,6 milhões de ienes, com um lucro aguardado de 480 milhões. A previsão anterior era mais otimista, com 1,65 milhões de receita e 500 milhões de ienes em lucro.

Com informações: Nintendo.

Receba mais sobre Switch na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Ex-autor

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. No Tecnoblog, autor entre 2021 e 2023. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral.

Canal Exclusivo

Relacionados