OneDrive passa a suportar arquivos de até 10 GB e fica mais rápido no desktop

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 meses
OneDrive - 10 GB

Os recentes rumores de que o OneDrive passaria a suportar arquivos com mais de 2 GB de tamanho estavam certos. Nesta quarta-feira (10), a Microsoft confirmou a atualização no serviço. O limite agora é de 10 GB.

No final de agosto, alguns usuários do OneDrive relataram no Reddit que suas contas estavam aceitando arquivos com mais de 2 GB – o limite existente até então – sem nenhuma dificuldade.

Dias antes, um funcionário da Microsoft havia informado no canal do OneDrive no UserVoice que a empresa já estava trabalhando para alterar o limite. Os sinais de mudanças, portanto, não poderiam ser mais óbvios. Só não havia ficado claro qual seria o novo tamanho máximo.

Em seu comunicado, a Microsoft explica que o limite de 10 GB vale para todos os meios de uploads: aplicativos móveis, desktop e web (navegador).

Há outras novidades: a sincronização com PCs e Macs passou a suportar mais transferências simultâneas. Nos testes, a Microsoft afirma ter constatado que as sincronizações ficaram quase três vezes mais rápidas nestas plataformas.

A companhia também promete atender a um pedido antigo de usuários mais assíduos: dentro das próximas semanas, será possível compartilhar conteúdo a partir do desktop (Windows 7 ou 8), sem necessidade de abrir a versão web do serviço. Tudo o que o usuário precisará fazer é clicar com o botão direito do mouse sobre um item e escolher “Share a OneDrive link” (ou equivalente).

Share a OneDrive link

Por fim, a versão web do OneDrive passou a permitir upload de pastas via “arrastar e colar”. Nos testes para este post, o recurso funcionou perfeitamente no Chrome. No Firefox e no Internet Explorer, apenas o arrastar de arquivos individuais foi realizado com sucesso.

É evidente que estas novidades deixam o OneDrive mais competitivo. O serviço já oferecia planos generosos – 15 GB de capacidade na versão free, 1 TB por US$ 9,99 mensais com o Office 365 indo de “brinde” -, mas o limite de 2 GB para cada arquivo ainda gerava críticas.

E mais mudanças podem estar a caminho. Capacidade de fazer pesquisas no conteúdo dos arquivos é uma delas. Outra é a possibilidade de compartilhar arquivos sem necessidade de links. Neste caso, o item compartilhado aparecerá imediatamente na conta do outro usuário. Aguardemos.

Atualizado às 15:04

Relacionados