O smartphone com bateria de 10.000 mAh ganha um sucessor, e não demora para carregar

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 4 dias

A fabricante chinesa Oukitel é conhecida por seus smartphones com baterias gigantes. Em 2015, ela anunciou o K10000 com impressionantes 10.000 mAh, que duraria até quinze dias com uma só carga. Agora, a empresa anuncia o sucessor deste aparelho.

Segundo o Android Authority, o Oukitel K10000 Pro mantém a bateria de 10.000 mAh, e ela possui tecnologia de carregamento rápido a 12V/2A — são três horas para levá-la de 0% a 100%.

As outras especificações são intermediárias: tela Full-HD de 5,5 polegadas, processador MediaTek MT6750T de oito núcleos e 1,5 GHz, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento expansível via microSD.

Há um leitor de impressões digitais na traseira, abaixo da câmera de 16 megapixels; a câmera frontal tem 8 MP. Ele roda Android 7.0 Nougat basicamente sem personalizações.

MWC 2017: Hands-on With the Oukitel K10000 Pro Smartphone https://t.co/JXhBRAAzsr #Android #MWC17 #Google #news pic.twitter.com/p9Mx4zsu6u

— Android Headlines (@Androidheadline) March 2, 2017

Claro, com a bateria gigante, o K10000 Pro é grandinho: são 292,5 g, ou quase o dobro do peso do Galaxy S8. A fabricante não revela outras dimensões, mas o K10000 original tinha 14 mm de espessura (novamente, quase o dobro do Galaxy S8).

A Oukitel começará a vender o K10000 Pro em junho, ainda sem preço definido; seu antecessor foi lançado por US$ 240.

Se você quiser uma bateria grande, mas não tão grande, a Oukitel tem o K6000 Plus: lançado em abril, ele possui bateria de 6.080 mAh e custa US$ 170. Você encontrará aqui o mesmo processador MT6750T, a mesma tela Full-HD de 5,5 polegadas, mais 4 GB de RAM.

Com informações: Android AuthorityAndroid Headlines.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados