Android Pie pode chegar mais rápido para smartphones com estes chips da Qualcomm

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos

A não ser que você tenha um Google Pixel, a história é sempre a mesma quando surge uma nova versão de Android: você olha as novidades, se interessa, o Google libera a atualização e… meses depois, não tem nada novo para o seu smartphone. Mas desta vez pode ser diferente, pelo menos para smartphones com certos processadores da Qualcomm.

A Qualcomm está trabalhando para liberar mais rapidamente a atualização para Android Pie em aparelhos com Snapdragon 636, 660 e 845, os mais recentes da empresa, disponíveis em smartphones high-end e intermediários premium. O objetivo é “garantir que os fabricantes possam fazer a atualização para o Android Pie no momento do lançamento”.

Isso é basicamente o Project Treble começando a surtir efeito. Antes, o processo consistia em várias etapas: o Google desenvolvia a nova versão e só depois de um tempo as fabricantes de hardware (como Qualcomm e MediaTek) começavam a trabalhar nos drivers. Enquanto os drivers não estivessem prontos, não havia muito o que as OEMs ou operadoras pudessem fazer.

Só que, com o Project Treble, a arquitetura do Android é mais modular, o que significa que mais gente (Google, fabricantes de hardware e OEMs) consegue trabalhar na nova versão do Android ao mesmo tempo. Até então, não adiantava investir muito tempo de desenvolvimento no meio uma versão beta se alterações significativas posteriores no sistema pusessem todo o trabalho a perder, por exemplo.

A Qualcomm destaca que alguns OEMs, incluindo Xiaomi, vivo, Sony Mobile, OPPO e OnePlus, já suportam a prévia para desenvolvedores do Android Pie em seus aparelhos — o que é um bom indício de que a versão final também deve chegar rápido.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados