Há uma espécie de consenso na indústria de que a vida útil dos discos rígidos deve ser de mais ou menos dez anos. Mas será que, de fato, os HDs podem durar vários verões? A Backblaze, uma empresa especializada em armazenamento de dados, decidiu fazer uma série de testes para descobrir.

HD
Para este fim, a companhia monitorou 25 mil HDs de seus servidores nos últimos quatro anos. As unidades permaneceram ligadas durante todo este tempo e são convencionais, isto é, são do mesmo tipo que encontramos em desktops. Por conta disso, foi possível obter algumas conclusões interessantes. A principal é que, no que diz respeito a falhas, os discos rígidos podem se encaixar em uma de três fases críticas.

Na primeira, que corresponde aos 18 primeiros meses de uso da unidade, as chances de defeito são de 5,1%. Na segunda, que considera os 18 meses seguintes, o risco de falhas cai para 1,4%. Por fim, depois de três anos, as chances de danos aumenta para 11,8%.

Com base nestes dados, a Backblaze estima que pelos menos 80% dos HDs chegarão ao quarto ano de funcionamento. A partir daí, a precisão das estimativas diminui (relembrando, os testes foram feitos por quatro anos), mas a empresa acredita que 50% das unidades consigam completar seis anos de funcionamento.

Gráfico Blackblaze

Estas estimativas não são regras, é bom frisar. A durabilidade de um HD – para mais ou para menos – depende de uma série de fatores. No caso dos testes da Backblaze, as unidades permaneceram o tempo todo em atividade, como já informado. Tecnologias empregadas, condições ambientais e aplicações são exemplos de fatores que influenciam neste aspecto.

O que os testes evidenciaram melhor é que, na primeira fase, as falhas têm como principal causa defeitos de fabricação. Na segunda, os motivos são aleatórios. Na terceira, os problemas são relacionados, na maior parte das vezes, ao desgaste de componentes por tempo de uso.

A Backblaze disse que o monitoramento continuará. Mas, mesmo que seus próximos relatórios mostrem que a durabilidade dos HDs é mais animadora do que a estimada agora, é bom se precaver: o backup continua sendo o melhor amigo das suas informações.

Com informações: ExtremeTech

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados