US$ 1 bilhão é o que a Apple pode gastar para levar seus filmes aos cinemas

Novo filme do diretor Ridley Scott estaria entre os que chegariam aos cinemas antes de dar as caras no Apple TV+; investimento seria anual

Ricardo Syozi
Por
• Atualizado há 6 meses
Coda, filme da Apple TV+ (Imagem: Divulgação / Apple)

Um novo relato indica que a Apple está planejando expandir e popularizar ainda mais o conteúdo do seu serviço de streaming. A empresa estaria preparando investimentos de US$ 1 bilhão por ano para produzir mais longas originais e disponibilizá-los no cinema antes de liberá-los no Apple TV+. Como resultado, a maçã poderia se tornar uma concorrente de peso na batalha pela atenção dos cinéfilos.

A informação vem do Bloomberg, que afirmou que a dona do iPhone pretende gastar essa soma de dinheiro para lançar seus filmes originais em “milhares de salas de cinema” por cerca de um mês. Em seguida, as produções entrariam na plataforma de streaming da maçã.

Um dos objetivos seria o de criar uma relação entre longas de qualidade e a Apple Studios, assim como o Apple TV+. O relato indica que nada está definido ainda, mas diz que a marca tem entrado em contato com estúdios para negociar parcerias.

Os primeiros longas-metragens que poderiam fazer parte dessa novidade seriam o suspense Argylle, do diretor Matthew Vaughn, com Dua Lipa e Henry Cavill, e o drama histórico Napoleão, do famoso diretor Ridley Scott. Contudo, a companhia não confirmou nenhuma das informações até agora.

napoleão
Joaquin Phoenix em Napoleão (Imagem: Reprodução / Internet)

Apple já teve sucesso com longa-metragem

É verdade que a maçã não é uma novata em produções de filmes chegando às salas de cinema. Um exemplo muito recente é o de Coda, longa de 2021 dirigido por Sian Heder. A Apple adquiriu os direitos de distribuição após a exibição da obra no Sundance Film Festival do mesmo ano.

O filme foi um enorme sucesso, tanto em bilheteria na telona quanto no streaming. No agregador de notas de reviews, Rotten Tomatoes, Coda tem 94% da crítica e 91% do público. Ou seja, foi muito bem recebido por quem o assistiu.

Além disso, a produção ganhou três prêmios na festa do Oscar de 2022, incluindo as categorias de melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor performance de ator coadjuvante.

É claro que há outros filmes originais para assistir na Apple TV+, a obra que mencionei é apenas um dos muitos bons exemplos.

Pode ser que a Apple tenha se animado com o desempenho da obra e isso tenha aberto as portas para o investimento bilionário. Seja como for, ainda levará tempo para termos uma confirmação e vermos os frutos dessa aplicação financeira.

Com informações: The Verge.

Receba mais sobre Apple na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Ex-autor

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. No Tecnoblog, autor entre 2021 e 2023. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral.

Canal Exclusivo

Relacionados