O transporte futurista Hyperloop atingiu um novo recorde de 387 km/h

Felipe Ventura
Por
• Atualizado há 1 mês

Algumas startups vêm tentando realizar um sonho de Elon Musk: um meio de transporte chamado Hyperloop que levará pessoas e carga em alta velocidade.

Na última sexta-feira (15), a Virgin Hyperloop One chegou a um novo recorde de velocidade: 387 km/h. Os engenheiros da empresa fizeram um vagão de testes atravessar o DevLoop, uma pista de 500 m construída no deserto de Nevada, perto de Las Vegas.

O túnel de testes foi despressurizado até o equivalente a 200 mil pés acima do nível do mar; e o pod usa levitação magnética para se deslocar. A ideia é reduzir o atrito o máximo possível. Dentro de alguns segundos, o vagão atingiu a velocidade máxima, superando o recorde anterior de 324 km/h.

Em outubro, a empresa mudou de nome para Virgin Hyperloop One após receber um investimento do Virgin Group, comandado pelo bilionário Richard Branson. Ele fundou a gravadora Virgin Records, e é dono da empresa aérea Virgin Atlantic e da Virgin Galactic, que quer levar turistas ao espaço em voos suborbitais.

E recentemente, a Virgin Hyperloop One recebeu investimentos de US$ 50 milhões para não fechar as portas; segundo o Axios, ela estava quase sem dinheiro e correndo risco de demitir seus 300 funcionários. Os recursos vieram de fundos da Rússia e de Dubai.

Em comunicado, Branson confirma que se tornou presidente do conselho, e diz que o novo investimento “prepara a empresa para buscar oportunidades em mercados-chave no Oriente Médio, Europa e Rússia”.

Com informações: Wired, Virgin Hyperloop One.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Ventura

Felipe Ventura

Ex-editor

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. No Tecnoblog, atuou entre 2017 e 2023 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados