Xiaomi Mi TV Lux possui tela OLED de 120 Hz e Dolby Atmos

Nova televisão da Xiaomi, Mi TV Lux chega à China com tela OLED de 65 polegadas e taxa de atualização de até 120 Hz

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos e 4 meses
Xiaomi Mi TV Master (Foto: Divulgação/Xiaomi)

A Xiaomi Mi TV Lux (ou Mi TV Master) é a mais nova televisão da marca chinesa. Apresentada oficialmente ao público nesta quinta-feira (2), a TV de 65 polegadas chama a atenção pela tela OLED com taxa de atualização de até 120 Hz e suporte a Dolby Atmos. As vendas do lançamento começam nesta sexta-feira (3), na China.

A nova televisão da Xiaomi possui tela OLED de 65 polegadas, resolução 4K com Dolby Vision e HDR10+, com promessa de cores vivas, forte contraste e tempo de resposta de 1 ms, segundo a fabricante. Quanto ao áudio, o gadget traz caixas de som com potências de até 65 watts e suporte às tecnologias DTS Audio, Dolby Audio e Dolby Atmos.

A ficha técnica da Mi TV Lux engloba o processador MediaTek MTK9650, chip quad core com a GPU Mali-G52 MC1, memória RAM de 3 GB e o armazenamento de 32 GB. O lançamento ainda vem com uma versão do MIUI para televisões com direito à assistente virtual XiaoAI e integração com outros dispositivos da marca.

Xiaomi Mi TV Lux (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Para se conectar com outros dispositivos e acessar à internet, a TV da Xiaomi conta com três conectores HDMI 2.1, duas portas USB, Wi-Fi 5 (dual band) e entradas para cabo de rede (Ethernet) e antena. O lançamento pesa 36,7 kg com a base e pode ser instalada na parede.

A televisão estará disponível na China por 12.999 yuan (cerca de R$ 9.780 em conversão direta). Não há previsão de data e preço de lançamento da Xiaomi Mi TV Lux no Brasil.

Com informações: Gizmochina, NDTV Gadgets 360 e Xiaomi

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados