Como usar VPN em redes Wi-Fi públicas para proteger seu notebook ou celular

Redes Wi-Fi públicas são muito úteis, mas podem ser perigosas; a boa notícia é que a VPN da Surfshark ajuda a proteger sua a conexão

Avatar photo
Por
• Atualizado há 1 semana
Redes Wi-Fi desconhecidas podem ser perigosas (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Redes Wi-Fi desconhecidas podem ser perigosas (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O Wi-Fi da cafeteria ou do hotel é muito útil quando você está viajando ou quer poupar a sua internet móvel. Mas redes sem fio públicas podem expor seu celular ou notebook a roubo de dados, sites falsos e até malwares. Felizmente, uma VPN versátil, como a da Surfshark, pode proteger a sua conexão. Vejo como a seguir.

Saiba desde já que você pode se tornar assinante da Surfshark com um desconto de até 80% mais dois meses de uso gratuito, e ainda contar com garantia de reembolso de 30 dias.

Quais os perigos de uma rede Wi-Fi pública?

Redes Wi-Fi públicas estão em cafeterias, hotéis, restaurantes, lojas, shoppings, estações do metrô, universidades, enfim. Elas permitem a você acessar a internet sem precisar de uma rede móvel (5G ou 4G). Mas tamanha conveniência pode ser perigosa. Não é incomum redes sem fio públicas terem brechas de segurança.

Pode acontecer de a rede Wi-Fi ser implementada sem proteções adequadas. Essa situação dá abertura para que malwares ou invasores remotos alterem as configurações do roteador. A partir daí, a rede Wi-Fi pode ser usada para:

  • capturar dados pessoais, como informações de login e número de cartão de crédito;
  • redirecionar seu dispositivo a sites falsos, como lojas online e páginas de bancos fraudulentas;
  • redirecionar a sites indesejados, como casinos online ou jogos duvidosos;
  • exibir anúncios ou links que levam a malwares, como vírus e trojans;
  • invadir seu celular ou computador remotamente.

Várias técnicas podem ser exploradas para a execução dessas ações maliciosas, como ataques man-in-the-middle. Neles, o tráfego de dados entre o seu dispositivo e um servidor é interceptado por um invasor, muitas vezes de modo imperceptível.

Há ainda casos em que a coleta indevida de dados de usuários é feita de modo intencional pelo administrador da rede Wi-Fi.

Redes Wi-Fi desconhecidas podem ser perigosas (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Redes Wi-Fi desconhecidas podem ser perigosas (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Como uma VPN protege sua conexão a uma rede Wi-Fi?

Uma VPN cria um túnel virtual para proteger o tráfego de dados entre o seu dispositivo e um serviço online. Na Surfshark, essa conexão é protegida com uma chave criptográfica AES-256-GCM que, como tal, coíbe coleta ou rastreamento de dados.

A VPN da Surfshark ainda tem a vantagem de ser de fácil utilização. Isso significa que você não precisa de conhecimentos técnicos avançados para proteger a sua conexão a uma rede Wi-Fi pública.

Fica o lembrete: os planos Surfshark estão disponíveis com um desconto de até 80%!

Usando a VPN da Surfshark em seu celular Android ou iPhone

O aplicativo da Surfshark está disponível para Android e iOS. Basta você se conectar a uma rede Wi-Fi e, dentro do app, tocar em VPN para estabelecer uma conexão protegida. Sim, é só isso. Você ainda pode pedir para o app usar o endereço IP da localização mais rápida para a sua conexão.

Tem mais. Se você for nas configurações do aplicativo, pode ativar recursos como Conexão Automática, que habilita a VPN automaticamente quando a rede Wi-Fi é trocada, e o Kill Switch de VPN, que desativa o acesso à internet se a VPN cair para evitar que seu disponível fique vulnerável.

VPN da Surfshark ativada em um celular Android (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
VPN da Surfshark ativada em um celular Android (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Usando a VPN da Surfshark no notebook

Se você precisa conectar seu notebook a uma rede Wi-Fi pública, saiba que a Surfshark tem aplicativos para Windows, Mac e Linux.

O uso é igualmente fácil nesses sistemas operacionais. Abra o aplicativo da Surfshark e escolha uma localização para ativar a VPN. Se preferir, escolha a opção de conexão mais rápida para o seu acesso à internet ter o máximo possível de desempenho.

Novamente, você pode ir às configurações de VPN para reforçar a segurança da sua conexão a uma rede Wi-Fi. Um exemplo muito útil é a função CleanWeb, que bloqueia automaticamente anúncios e rastreadores quando a VPN está ativada.

Surfshark no Windows 11 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Surfshark no Windows 11 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Outras vantagens da VPN da Surfshark

Além de tornar a sua conexão à internet mais protegida, uma VPN como a da Surfshark oferece benefícios como:

  • acesso a serviços de streaming com bloqueio regional;
  • acesso a sites censurados em determinados países;
  • busca de passagens aéreas e hospedagens mais baratas ao ativar endereços IPs de locais com menos taxas;
  • dificulta o rastreamento de sua navegação na internet;
  • em jogos online, ajuda a direcionar a sua conexão a servidores com mais desempenho.

A Surfshark oferece muito mais

Além de um serviço de VPN completo e de uso fácil, a Surfshark oferece outros recursos que tornam seus dados mais protegidos, entre eles:

  • Surfshark Antivirus: protege seus dispositivos de malwares como vírus e trojans;
  • Surfshark Search: acesse resultados de pesquisa na web imparciais e livres de anúncios direcionados;
  • Surfshark Alert: te informa sobre vazamentos de dados envolvendo suas informações pessoais;
  • Surfshark Alternative ID: permite criar uma nova identidade digital para proteger seu perfil real de vazamento de dados.

Tenha tudo isso com até 80% de desconto

A melhor parte é que você pode aproveitar todos os recursos da Surfshark com um desconto de até 80% mais dois meses grátis!

Para completar, você pode testar a Surfshark com uma garantia de reembolso de 30 dias se não ficar contente com o serviço.

Mas a Surfshark tem tudo para te agradar. Além dos numerosos recursos descritos aqui, o serviço conta com servidores rápidos em mais de 100 países, está disponível em vários idiomas (incluindo português) e é compatível com os principais sistemas operacionais e navegadores do mercado.

Relacionados