Como calcular juros compostos no Excel

É importante saber como calcular os juros compostos em uma planilha do Excel. Entenda como montar as fórmulas corretamente

Alvaro Teixeira
Por
• Atualizado há 1 semana

Os juros compostos aparecem frequentemente no nosso cotidiano: no atraso de pagamentos de contas e cartão de créditos, empréstimos bancários e em alguns investimentos, por exemplo.

Além de entender como funcionam, é importante saber como calcular os juros compostos no Excel, já que com a ajuda de uma planilha, a visualização dos valores e resultados finais é mais rápida e prática.

Cálculo de juros compostos no Excel

Saber calcular os juros compostos é o primeiro passo para conseguir usá-los em uma planilha do Excel. Precisamos de quatro dados para inserir na fórmula de juros compostos: montante, capital, taxa de juros e tempo (prazo ou período).

A fórmula utilizada para o cálculo de juros compostos é:

M = C (1 + i)^t

Onde:

  • M = Montante ou valor final;
  • C = Capital;
  • i = Taxa;
  • t = tempo, período ou prazo;

Para calcularmos juros compostos no Excel, basta aplicarmos a fórmula acima na tabela. Veja a seguir um exemplo e como fazer para aplicar numa tabela:

Vamos calcular o valor final de juros em um empréstimo de R$ 1000,00, com uma taxa de juros de 8%, por um período de 6 meses.

1. Faça uma tabela com os dados do empréstimo

Em cada célula da planilha, você deve colocar o capital, taxa de juros e período.

Captura de tela mostra tabela com valores para calcular juros compostos no excel
Montando tabela com dados para cálculo de juros compostos no Excel (Imagem: Reprodução/Excel)

2. Insira a fórmula de juros compostos na tabela do excel

Para acharmos o valor final, precisamos aplicar a fórmula explicada acima nas células. Teremos:
B1*(1+B2)^B3.

Captura de tela mostra fórmula de juros compostos em tabela do Excel
Aplicando a fórmula de juros compostos na tabela do Excel (Imagem: Reprodução/Excel)

3. Toque enter para ver o total de juros compostos na operação

O valor da célula B4 é o total de juros acumulados na operação de exemplo.

Captura de tela mostra juros compostos finais na tabela do Excel
Valor em vermelho mostra juros compostos no Excel (Imagem: Reprodução/Excel)

Como usar a função EFETIVA para calcular juros no Excel

Quando o prazo da operação é maior que um ano e você só sabe a taxa de juros nominal e o período por cada ano em que os juros serão aplicados, é possível usar a função EFETIVA pra calcular a taxa de juros efetiva anual.

Se uma empresa pega um empréstimo com juros anuais de 9,25% compostos trimestralmente, use a função EFETIVA para saber os juros compostos efetivos no Excel. Veja como:

A fórmula que usaremos no Excel é:

=EFETIVA(taxa;período anual)

1. Insira os dados de período e taxa em uma tabela do Excel

Calcule o período, por ano, em que a taxa de juros será aplicada; no nosso caso, será trimestral, ou seja, quatro vezes por ano;

2. Aplique a fórmula EFETIVA

Insira a fórmula mostrada acima usando as respectivas células para calcular a taxa de juros efetiva.

Tabela mostra fórmula EFETIVA no Excel
Inserindo fórmula EFETIVA no Excel para calcular taxa de juros (Imagem: Reprodução/Excel)

3. Aperte “Enter” para calcular a taxa de juros efetiva

Para nosso exemplo, a taxa de juros efetiva será 9,58%.

Captura de tela mostra resultado do cálculo de taxa de juros efetiva no Excel
Resultado da fórmula EFETIVA no Excel (Imagem: Reprodução/Excel)

Posso compartilhar a fórmula de juros compostos com outros usuários do Excel?

Sim. Você pode salvar o arquivo como modelo e compartilhar a planilha do Excel com outras pessoas para que elas calculem juros compostos facilmente.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Relacionados