Como investir pelo aplicativo do Banco Inter

Conheça a página dedicada a investimentos no Banco Inter e como começar a investir em diferentes categorias; é possível até mesmo investir no exterior

Victor Toledo
Por

Se você possui conta no Inter saiba que é possível fazer investimentos diretamente pelo aplicativo do Banco. A empresa oferece uma área dedicada a isso com uma série de opções com riscos variados para aqueles que são entusiastas. Dito isso, veja abaixo como investir pelo aplicativo do Banco Inter e quais investimentos estão disponíveis.

Fachada do Banco Inter em Belo Horizonte
Fachada do Banco Inter em Belo Horizonte (Imagem: Divulgação)

Time needed: 5 minutes.

Assim como outros bancos digitais, o Banco Inter também conta com um setor dedicado a investimentos em seu aplicativo. É possível ter acesso a uma variada gama de títulos e investir em poucos passos. Veja o tutorial a seguir.

  1. Acesse a aba de investimentos

    O primeiro passo para começar a investir pelo app é acessar a aba dedicada a investimentos. Caso o ícone não esteja na tela principal do aplicativo, toque na seta para abrir mais opções;Como investir pelo aplicativo do Banco Inter

  2. Atualize seu Perfil de Investidor

    Caso seja a primeira vez que esteja acessando a área de investimentos, será necessário atualizar seu perfil de investidor. Isso é importante para que o Banco saiba quais investimentos recomendar para você, já que alguns são mais arriscados que outros.

    Se a opção não surgir, você pode atualizar seu perfil tocando no ícone de engrenagem e na opção, como no print abaixo;

  3. Escolha um categoria

    Na sequência, será possível conferir diversas categorias de investimentos, desde os mais básicos e seguros até os mais arrojados e arriscados. Escolha uma categoria para investir;Como investir pelo aplicativo do Banco Inter

  4. Defina uma investimento

    Ao selecionar, uma nova tela com diversas opções de investimentos deve surgir. Escolha aquele que mais faz sentido para seu perfil e finalize.

De acordo com o Banco Inter, é necessário que o usuário tenha o valor que deseja investir em sua conta até a finalização do processo de investimento, que pode durar até dois dias úteis para ser concluído.

Além disso, algumas categorias exigem uma quantia mínima em reais para a contratação do investimento, não sendo possível investir valores tão baixos, por exemplo. Por isso, vale ficar atento às informações exibidas na tela na hora de concluir a solicitação.

Os investimentos oferecidos pelo Banco

Como apresentado anteriormente, assim como o Nubank conta com a plataforma Nuinvest, o Banco Inter também traz um setor dedicado a isso no seu aplicativo. Porém, não é preciso baixar nenhum app extra.

Segundo o Banco, é possível investir na poupança, pelo CBD e LCI, títulos públicos, fundos de investimentos variados, além de compra e venda de ações. A plataforma ainda disponibiliza ofertas no Tesouro Direto, além da possibilidade de investir em uma aposentadoria privada.

Ao acessar a página de investimentos, todas essas categorias estarão listadas e detalhadas para o investidor.

É possível investir no exterior?

De acordo com o Banco Inter, é possível investir no exterior aplicando seu dinheiro em ativos, como os BDRs. A empresa conta com uma plataforma voltada para isso chamada Apex.

Ao acessar o menu de investimentos no aplicativo, toque em “Plataforma Apex Internacional” e crie sua conta dedicada a esse tipo de contratação.

Plataforma de investimentos no exterior do Banco Inter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Assim que estiver tudo pronto, você já pode fazer depósitos em dólar na plataforma. Segundo a empresa, o câmbio e feito automaticamente de sua conta (em reais) para a Apex (em dólar).

O Banco também informa que esse tipo de investimento não está disponível para o perfil de investimento Conservador, e sim, para o Arrojado.

Com informações: Banco Inter.

Victor Toledo

Analista de conteúdo

Victor Toledo é jornalista formado pela Unesp, com ensino técnico em informática. Antes de entrar para o time do Tecnoblog, em 2021, escreveu sobre informática, eletrônicos e videogames no TechTudo (Editora Globo) e no Zoom. É apaixonado por esportes e passa boa parte do tempo livre em simuladores de corrida e jogos de futebol.

Relacionados

Relacionados