TB Responde Antivírus e Segurança

O que é chave de criptografia WPA e WPA2?

Saiba o que é WPA e WPA2; entenda também as características e diferenças dessas chaves de criptografia usadas em redes sem fio

Wagner Pedro
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Ao configurar uma rede Wi-Fi, é importante escolher uma boa chave de criptografia para garantir a segurança dos dados. O WPA e WPA2 são os protocolos mais usados para evitar o acesso de cibercriminosos, que podem coletar informações para atividades ilegais ou instalar malwares. Mas, afinal, o que é WPA e WPA2? Abaixo, vou te explicar mais detalhes sobre esses padrões.

WPA (Wi-Fi Protected Access) e WPA2 (Wi-Fi Protected Access 2) são protocolos de segurança criados para proteger redes sem fio. Eles conseguem criptografar os dados para evitar que cibercriminosos tenham acesso à rede e obtenham informações ou instalem malwares.
O que é WPA e WPA2? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Lançado em 2003, o WPA resolve diversas vulnerabilidades do seu antecessor, o WEP. Esse protocolo é mais seguro porque usa uma chave de 256 bits para criptografia, representando uma grande melhoria com relação às chaves de 64 e 128 bits do padrão anterior.

Outra característica do WPA é o Temporal Key Integrity Protocol (TKIP), responsável por gerar dinamicamente uma nova chave para cada pacote ou unidade de dados, sendo mais seguro que o sistema de chave fixa do WEP. No entanto, esse padrão ainda entrega um baixo nível de segurança.

A WiFi Alliance, organização que estabelece os protocolos de Wi-Fi, precisou manter alguns elementos do WEP para que dispositivos antigos fossem compatíveis. Por conta disso, o WPA tem brechas que podem ser exploradas com certa facilidade.

Wi-Fi (Imagem: Franck/Unsplash)
Wi-Fi (Imagem: Franck/Unsplash)

Para resolver os problemas, a organização apresentou o protocolo WPA2 em 2004. O novo padrão é mais fácil de configurar e entrega um sistema de segurança mais complexo. A grande diferença está no Advanced Encryption Standard (AES), que substituiu o TKIP.

Essa tecnologia melhorou o nível de segurança ao ponto de ser usada para proteger informações governamentais. Ou seja, o WPA2 fornece uma criptografia forte. No entanto, ele tem uma vulnerabilidade crítica: se uma pessoa não autorizada conseguir acessar à rede, ela pode atacar outros dispositivos conectados.

Diferenças entre WPA e WPA2

WPAWPA2
CriptografiaTemporal Key Integrity Protocol (TKIP)Advanced Encryption Standard (AES)
Nível de segurançaBásicoGovernamental
SuporteDispositivos com software mais antigoDispositivos com software mais recente
Tamanho da senhaCurtaLonga e complexa
Uso comercialNãoSim

E o WPA3?

O WPA3 foi lançado em 2018 para corrigir as vulnerabilidades das versões anteriores. Ele traz um sistema de criptografia chamado Perfect Forward Secrecy e uma série de melhorias, como novos recursos para simplificar a segurança, autenticação mais robusta e maior força criptográfica.

No entanto, esse padrão ainda não foi amplamente adotado. Há roteadores com WPA3 no mercado, mas eles costumam ser mais caros. Além disso, apesar das fabricantes disponibilizarem a atualização que entrega o novo protocolo, nem todos os modelos vendidos oficialmente têm um hardware capaz de suportá-lo. Em outras palavras, o WPA3 não é uma opção para a maioria das pessoas, pelo menos por enquanto.

Com informações: PandaSecurity e Avast.

Esse conteúdo foi útil?

Wagner Pedro

Autor

Wagner Pedro é um paraibano “arretado” apaixonado por smartphones e cobre tecnologia desde 2017. Autodidata desde a época dos PCs de tubo, internet discada e Windows XP, buscou conhecimento em pequenos cursos de Informática e uniu essa paixão ao jornalismo. Ainda sente falta do extinto Windows Phone.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque