Início / TB Responde / Aplicativos e Software /

O que é uma insurtech? 5 exemplos brasileiros

Serviços digitais e personalizados; saiba o que é uma insurtech e conheça algumas empresas brasileiras que estão revolucionando o setor

Janaína Dantas

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Conhecidas por sua disrupção e metodologia ágil, as startups têm alcançado novos territórios e se solidificando em diversos setores — temos as fintechs (no mercado financeiro), as heathtechs (em saúde) e por aí vai. Hoje é dia de falar sobre as insurtechs! Conheça o modelo de atuação dessas startups e veja exemplos brasileiros abaixo.

O termo é uma combinação de insurance e technology (em português: seguro e tecnologia, respectivamente) e é usado para designar startups que atuam no mercado de seguros e que, de alguma forma, revolucionam o setor.
O que é insurtech? (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O termo é uma combinação de insurance e technology (em português: seguro e tecnologia, respectivamente) e é usado para designar startups que atuam no mercado de seguros e que, de alguma forma, revolucionam o setor.

Isso quer dizer que além de ter um modelo de negócios escalável e saber trabalhar em cenários de incertezas, insurtechs precisam nascer com um DNA totalmente tecnológico. Essa combinação resulta em melhores serviços — mais personalizados e com menos burocracias — no setor de seguros.

Quem nasceu na era digital talvez não se identifique tanto com o que eu vá falar, mas, sim, contratação de seguro já foi sinônimo de folhas e folhas para preencher. Independente se era sobre seu carro, sua casa ou seu celular. Depois das insurtechs tudo mudou: é possível contratar um serviço em poucos cliques.

5 exemplos de insurtechs brasileiras

Aqui no Brasil, temos diversas startups que vêm mudando o mercado de seguros. Conheça algumas delas e saiba mais sobre seus modelos de atuação, serviços e diferenciais.

Pier

A insurtech foi fundada em 2018 e oferece dois tipos de seguros: para celulares e para automóveis — ambos sem carência.

O serviço para smartphones inclui proteção contra roubo, furto qualificado e furto simples. A cobertura é nacional e a seguradora digital aceita celulares sem nota fiscal. Pensando em como oferecer um serviço personalizado, a insurtech ainda permite que o usuário escolha se quer receber 100% ou 80% do valor de um aparelho seminovo.

No caso do Seguro Auto, além da cobertura básica, o usuário pode adicionar outras coberturas, como serviço de quilômetros ilimitados, na hora da contratação. 

Independente do seguro, todo o processo é feito online: da contratação ao reembolso. O prazo de indenização é 5 dias úteis, para smartphones, e 20 dias, para automóveis, se todos os documentos forem entregues corretamente logo no início.

Se tiver algum imprevisto nesse meio tempo, a insurtech reembolsa o cliente em 30 dias. Esse é o prazo da maioria das seguradoras e foi definido pela Susep (Superintendência de Seguros Privados).

Pier oferece Seguro Celular e Auto. (Imagem: reprodução/Pier)
Insurtech Pier. (Imagem: reprodução Pier)

Kakau Seguros

No mercado desde 2017, a Kakau Seguros também oferece dois tipos de serviços: o Kakau Protege, para celulares e tablets, e o Kakau Mobi, para bicicletas.

Assim como na Pier, a contratação também é feita online e o plano passa a valer assim que fizer o primeiro pagamento, ou seja, não tem carência.O diferencial aqui está no tipo de cobertura no caso dos smartphones: além da proteção contra roubo e furto qualificado (eles não cobrem furto simples), é possível contratar o serviço contra quebra acidental. Porém, no caso da Kakau, só serão aceitos aparelhos com nota fiscal.

O Kakau Mobi também oferece dois tipos de coberturas: roubo e furto qualificado, e quebra acidental. Diferente do Kakau Protege, o seguro só passa a valer depois de uma vistoria feita pela insurtech. O processo é feito online mesmo e enquanto isso não acontece o usuário não é cobrado.

Youse

A Youse pode ser uma opção para quem quer achar um seguro mais abrangente que ofereça proteção para sua casa, seu carro e vida. Oferecendo três produtos, a startup fundada em 2015 ganha muitos pontinhos na categoria “Serviços personalizados”.

Todos os 3 seguros possuem diversos tipos de coberturas e assistências. A ideia é que na hora da contratação (que também é feita online), o cliente monte um pacote de acordo com a realidade dele, pagando assim, somente pelo o que, de fato, ele pode usar. 

Com exceção do Seguro Auto — que só passa a valer depois de uma vistoria (online ou presencial) ou instalação de um rastreador — todas as outras coberturas passam a valer na hora.

A insurtech também conta com um programa de recompensas: o Youse Friends. Nele, é possível que o cliente participe de um grupo com outras pessoas que também possuem o seguro. Se nenhum integrante acionar as coberturas como, por exemplo, roubo e furto, todo mundo recebe uma recompensa em pontos que podem ser trocados por dinheiro após 12 meses.

Youse oferece Seguro Auto, Seguro Residencial e Seguro Vida. (Imagem: reprodução/Youse)
Youse oferece Seguro Auto, Seguro Residencial e Seguro Vida. (Imagem: reprodução/Youse

Flix

A Flix nasceu em 2020 para oferecer seguro residencial aos seus clientes. Com foco em serviços personalizados, a insurtech oferece diversos tipos de assistências que podem ser acionadas a qualquer momento do dia.

Após responder um formulário online, o cliente escolhe qual o limite de cobertura financeira que ele quer contratar e qual será o valor pago mensalmente. O plano emergencial inclui a visita de encanadores, eletricistas, chaveiros e vidraceiros até 2 vezes ao mês sem alteração na mensalidade.

Caso o usuário queira dar um upgrade no seu seguro, ele também pode adicionar mais serviços na hora da contratação. Logo após o pagamento, a cobertura já passa a valer — exceto para os serviços de assistência residencial que contam com uma carência de 24 horas.

Thinkseg

A última insurtech da nossa lista é a Thinkseg. Fundada em 2016, a startup possui dois modelos de cobertura: o Pay per use e o Mão na roda.

O primeiro foi pensado para quem não usa o carro com frequência. Assim, ao contratar o Pey per use o usuário irá pagar uma mensalidade fixa e um valor será adicionado todo mês de acordo com os quilômetros rodados naquele período.

Modelo de seguro permite que usuário pague o que usar.
Na Thinkseg, valor da mensalidade varia de acordo com o uso do carro. (Imagem: divulgação Thinkseg)

Se você usa o carro diariamente — para trabalhar, estudar, viajar — a insurtech oferece o Mão na roda. Nesse modelo, é possível incluir outros serviços como quilômetros ilimitados e assistência residencial, e o valor pago por mês é fixo.

A contratação de ambos seguros só passam a valer depois de uma vistoria feita pela Thinkseg (também online).

Como podemos ver, apesar de diferentes em algumas coisas, a tecnologia está presente em todas as empresas que coloquei na lista. Esse é o principal ingrediente de uma insurtech e o que impulsiona o setor para oferecer, cada vez mais, uma experiência melhor ao cliente.