Como é assistir a um filme em IMAX com lasers

Henrique Pinheiro Sá
Por
Como é assistir a um filme em IMAX com lasers

Todos sabemos que tudo com laser fica melhor. Cirurgia no olho, clareamento no dente e agora até mesmo a imagem dos filmes. Cinemas com IMAX, aquela tecnologia de projeção com telas e resoluções maiores, há algum tempo são a melhor maneira de experienciar as explosões do Michael Bay. Mas agora, com lasers, elas vão queimar sua retina com uma força muito maior (nada que mais lasers não consertem).

Estive no TCL Chinese Theatre, em Hollywood, um dos quatro cinemas do mundo com essa nova tecnologia, para avaliar se colocar lasers na projeção é apenas uma jogada de marketing ou se realmente funciona.

Sala

O cinema é equipado com apenas 875 lugares, o que não deixa muito espaço para aquelas cadeiras completamente reclináveis, por exemplo. Mas, mesmo em um espaço nobre, na Calçada da Fama e ao lado do Hard Rock Cafe, não deixa nem um pouco a desejar em comparação com outros no mesmo nível de preço, com poltronas confortáveis e espaçosas, e corredores que não esmagam.

Lasers fazem todos pularem de alegria em líquidos gosmentos.

O preço, por falar nisso, é US$ 20, aproximadamente R$ 63 na conversão. Tendo pago US$ 16 por um outro IMAX comum, não foi muito salgado. A curvatura da gigantesca tela, combinada com a curvatura do próprio cinema, permite que, mesmo nas laterais, as pessoas tenham um bom ângulo para ver o filme. Já a distância faz com que a visão periférica não seja necessária para acompanhar os gigantescos dinossauros de Jurassic World, algo que eu esperava acontecer.

Tecnologia

Óculos com estrutura de metal e lentes de vidro.

Óculos com estrutura de metal e lentes de vidro.

O IMAX ainda não chegou a minha cidade, Belo Horizonte. Por enquanto temos que nos contentar com RealD 3D, que nesse ponto já perdeu todo o efeito de surpreender as pessoas, e cada vez mais seus defeitos são notados. Pessoalmente, o resultado mais escuro sempre me incomodou; para manter a qualidade, iluminar a projeção para o dobro de imagens (uma para cada olho) exige praticamente o dobro de luz em comparação com uma exibição 2D.

Essa nova tecnologia do IMAX promete resolver isso com o uso de lasers individuais vermelho, azul e verde, em vez de uma única luz sendo dividida nas três cores por um prisma. A IMAX se nega em explicar em detalhes como exatamente isso funciona, principalmente para preservar o investimento de milhões em pesquisa e desenvolvimento, mas o resultado é claramente superior.

A iluminação de uma exibição 2D, combinada com a resolução do IMAX e a profundidade do 3D.

Mesmo já tendo assistido a um filme com a resolução do IMAX, fiquei completamente impressionado com a qualidade. As cores são muito mais vívidas e aparentam ser mais fiéis, mas o contraste, principalmente, surpreende. Para fazer uma analogia com displays de celular, é como se os pretos viessem de uma tela de AMOLED, e as cores de um LCD bem calibrado, só que em uma proporção gigante, parecendo uma tela para um outro mundo.

Gostei tanto que I’ll be back.

Gostei tanto que I’ll be back.

Não há aquele lado negativo ao escolher ter um 3D sutil, que adiciona profundidade na fotografia sem coisas pulando na sua cara só para gerar um efeito bacana. O brilho é até maior que exibições 2D, sem dores de cabeça, sem incômodos. Sinceramente me faz querer que todos os filmes sejam gravados em três dimensões, porque não há mais motivos para optar pela versão comum.

Conclusão

A tecnologia não é um hoax ou somente um nome chamativo para vender mais ingressos. Ela realmente funciona. A imagem é nitidamente melhor, e é difícil se conformar com cinemas normais depois de ter uma experiência desse nível. Não há como saber se irá popularizar, porque não existem preços disponíveis para esses novos projetores.

Por praticamente o mesmo preço de uma exibição IMAX comum, não tenho dúvidas de que, se alguma vez voltar a Los Angeles, vou passar de novo pelo TCL. Agora é torcer para Belo Horizonte e outras cidades brasileiras serem presenteadas com uma sala assim em um futuro próximo.

Relacionados

Relacionados