A próxima geração do MacBook Pro deve chegar em breve, muito provavelmente após o anúncio na conferência WWDC, que acontece em junho. O 9to5 Mac, mesmo blog que revelou um iPad com tela de alta definição e um assistente com reconhecimento de voz no novo iPhone antes do anúncio oficial, tem novas notícias sobre os novos notebooks da Apple – e elas são bem interessantes.

A principal novidade talvez esteja na tela. Os rumores de que o MacBook Pro ganharia uma Retina Display não são novos – eles começaram a aparecer no fim do ano passado, quando uma versão de desenvolvimento do OS X chegou com um modo de alta definição e foram reforçados quando ícones de 1024×1024 (!) apareceram no Mountain Lion. E a novidade realmente deve chegar ao mercado, de acordo com fontes confiáveis do site.

Mockup do novo MacBook Pro.

Notícias antigas apontavam que a tela do MacBook Pro de 15 polegadas teria resolução de 2880×1800 pixels. Independente de isso ser verdadeiro ou não, os usuários comuns nem deverão ficar sabendo dessa informação – não seria possível alterar a resolução, mas sim o tamanho dos textos e objetos da tela (com descrições como grande, pequeno ou padrão), o que faz bastante sentido.

Retina Display no MacBook Pro. Talvez com resolução de 2880x1800.

O design também deverá ser mais fino, mas não tanto como o MacBook Air. As conexões mais populares e o leitor de cartões SD continuariam existindo para não sacrificar a funcionalidade em favor da beleza, mas a porta Ethernet cairia fora. Aí também temos uma novidade: portas USB 3.0, algo que a Apple ainda não havia adotado no MacBook Pro em favor do Thunderbolt, estarão presentes. O drive óptico segue a tendência do mercado e some do notebook – isso já aconteceu no Mac mini, no MacBook Air e nos ultrabooks da Intel.

O desempenho deve melhorar com os novos processadores Intel Ivy Bridge. O GeekBench recebeu um teste de desempenho de um dispositivo chamado “MacbookPro9,1”. O notebook possui um processador quad-core Intel Core i7-3820QM de 2,7 GHz, 8 GB de RAM e roda uma nova versão do OS X Mountain Lion – mas esses dados podem ser adulterados, então não confie muito nessa especificação.

Benchmark de um suposto MacBook Pro com processador quad-core.

Duas dúvidas permanecem: qual seria a autonomia da bateria com uma tela com resolução tão grande; e qual GPU seria capaz de processar os gráficos da Retina Display sem engasgar. No código do OS X beta existem referências diretas a GeForce GT 650M, mas é bem improvável que ela apareça nos notebooks mais baratos (ou menos caros).

Com informações: 9to5 Mac.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eduardo Hoffmann

É tanta atualização, o tempo todo, que optei pelo aluguel de mac.
Garantia, troca imediata em caso de defeito e, a cada dois anos, atualiza o equipamento.
Vale muito a pena.

Messina
Olha eu estava até gostando, quando percebi que o novo Mac nao tem drive de CD/DVD e nem porta de internet... não acreditei! na minha opinião eles andaram para na contra mão...
Mike
Infelizmente Apple, sem a porta Ethernet não dá ! Até concordo com o Drive que já usei para gravar mídias, e para mais algumas coisas, pouquíssimas desde a aquisição. De resto acredito que eles darão um jeito.
Guilherme
Mais um adaptador pra se pagar 100 pratas. rs
@bmF_BR
Hmmm... vejos coisas boas e coisas ruins aí. Considerações: Retina display é DEVERAS interessante, ainda mais pra quem mais usa Macs (designers em geral). Pra sites e programas em geral, como já comentaram, talvez façam igual a transição do iPhone 3GS pro 4, ou do iPad 2 pro "novo iPad": um simples modo zoom, mas que mantenha a resolução alta em elementos vetoriais, texto por exemplo. CD/DVD é dispensável, realmente, com cloud storage e distribuição digital de qualquer tipo de conteúdo crescendo cada vez mais. Mas... sem ethernet? Daí ferra... não é todo lugar que tem um wifi disponível. Por exemplo, já cansei de ficar em hotel que só tem rede cabeada, nada de wifi. Fora a vantagem de se ter uma estrutura redundante pra quando o wifi der pau. Ah, pra quem reclama de "mimimi os vídeos 720p vão ficar horríveis": sinceramente não entendo por que diabos eles ficariam. O único "problema" é que você já vai estar acostumado com a definição de uma tela de mais de 220ppi, daí vai ver um vídeo com metade dessa resolução e achar ruim. Só que, pare pra pensar: o resultado é exatamente o mesmo se você visse o vídeo num monitor 720p de 15", senão melhor - TODOS os pixels originais do vídeo ainda vão estar ali aparecendo, mas com a vantagem de a interpolação deixar a transição entre os pixels menos brusca. Compare por exemplo, quando você vê de perto texturas em jogos do PS1 e do PS2 - ou seja, pixelizado x interpolado (filtrado). Qual é melhor? A situação é a mesma.
Luiz Crivelli
mais um adaptador.... Se não bastasse o adaptador de video que eu já tenho que levar, agora o adaptador de rede. isso é um notebook ou um tablet, que tem uma entrada unica e 2000 adaptadores.
Dinart
Driver ótico e ethernet eu dispenso, mas uma excelente tela eu gosto. Qual o desenvolvedor que não gosta de ter uma visão geral do código?
Ramon Melo
Presta atenção no rumor: ele vai ficar mais fino, mais leve e terá uma tela de resolução 300% superior. Você acha mesmo que é possível equilibrar isso com autonomia de bateria e uma placa de vídeo suficientemente robusta para dar conta dessa resolução? O iPad é um caso bem diferente: o peso e a espessura aumentaram, não houve evolução de processamento e só a placa gráfica foi melhorada para atender a demanda (o que causou problemas de sobreaquecimento que ainda não foram plenamente resolvidos). O que esse rumor está dizendo é o oposto do iPad: melhora substancial dos componentes, aumento da potência, diminuição das medidas e, ainda assim, a bateria continuará com a mesma duração. Os jogos são apenas uma parte do problema: vídeos em 720p ficarão ruins nessa tela. Seriados antigos, então, ficarão inassistíveis com o esticamento. É possível (mas não provável) que até vídeos em Full HD fiquem ruins numa tela dessas. Não dá para desprezar o efeito desses detalhes na experiência de um notebook multimídia. A comparação com o iPhone não é válida porque a tela do 3GS era muito ruim e aquém da concorrência. Naquelas circunstâncias, foi sim um grande avanço para a linha de smartphones da Apple. Não é o caso dos Macbooks. Os potenciais compradores (e não-applefags, já que esses comprarão mesmo que a tela for 800x600) não estão querendo uma tela melhor e sim um aparelho menor, mais fino e mais leve, o que é justo, considerando que a concorrência já está fabricando notebooks similares e que pesam 20% a menos. Steve Jobs certamente teria percebido essa demanda e não deixaria passar a oportunidade.
Ramon Melo
"Nem sempre e tão perceptível", ou você que não é capaz de perceber? Já tentou rodar um vídeo SD numa tela HD, para ver o quão horrível fica? O efeito será o mesmo, se não pior. Não custa lembrar que os Macbooks têm, historicamente, dominado a preferência dos profissionais de imagem e vídeo. Você acha mesmo que eles não vão perceber a desgraça quando forem jogar alguma coisa?
YanGM
Será que ele ainda está vivo? Faz tempo que eu não vejo ele...
diogod
Só porque você não consegue alterar a resolução nas configurações do MAC não quer dizer que os aplicativos e jogos tenham de rodar nessa resolução. Pelo menos, se não me engando, era assim no mac aintigo e sempre foi assim no windows. Você joga pra fullscreen e ele estica a imagem. "Destroi a qualidade da imagem"? Que exagero. Pode rolar uma interpolação, mas nem sempre é tão perceptivel assim. Obviamente que não vai ficar melhor do que o normal...
Pedro
Se tem uma coisa que aprendi com essa evolução da Apple é: Nunca duvide da Apple!
Gabriel Arruda
Não acho que seja um desafio de engenharia tão grande a questão da GPU, o iPad funciona bem com uma resolução absurda, não vejo problemas para um MacBook Pro de 15' não funcionar bem para o dia-a-dia em resoluções acima de 1920x1200. Duvido que a autonomia do notebook vá diminuir, a Apple nunca piorou bateria e aposto que o espaço extra do drive de DVD é mais que suficiente para aumenta-la. Eles dão um jeito, até aumentaram o tamanho do iPad para isso. O único empecilho que não vejo soluções são os games mesmo, mas eles nunca foram o foco do OS X, provavelmente rodarão em resolução mais baixa mesmo perdendo em qualidade de imagem para a concorrência. Em compensação, somente pela tipografia melhor definida com o iPhone já é um grande avanço para o uso no dia-a-dia. Penso que olhamos o dia inteiro para tela e, se o pulo for como do iPhone 3GS para o iPhone 4, sou totalmente a favor dessa melhoria.
Gabriel Arruda
Existem adaptadores para USB, se for para afinar o notebook acho que vale o "esforço" de remove-lo.
YanGM
E nos sites que a gente mede tudo em px? Comofas?
Exibir mais comentários