Início » Celular » Android chega a 79,3% de participação; Nokia responde por mais de 80% das vendas dos Windows Phones

Android chega a 79,3% de participação; Nokia responde por mais de 80% das vendas dos Windows Phones

Por
6 anos atrás

A IDC publicou ontem números atualizados de sua pesquisa de vendas de smartphones no mundo. No segundo trimestre do ano, nenhuma grande surpresa: o Android continua crescendo rapidamente e alcançou 79,3% de participação, freando o aumento do iOS, enquanto o Windows Phone deu passos largos e vendeu 77,6% mais aparelhos em relação ao mesmo período do ano passado.

idc-2t2013-sistemas

79,3% dos smartphones vendidos no segundo trimestre de 2013 rodavam Android, totalizando 187,4 milhões de dispositivos. Aqui, a briga é pelo segundo lugar: enquanto a Samsung responde pela maior fatia dos Androids, com 39,1% de participação, outras empresas lutam para alcançar dois dígitos. Dessa vez, quem pegou o segundo lugar foi a LG, seguido por Lenovo, Huawei e ZTE. A Motorola não aparece entre os cinco primeiros.

idc-2t2013-android

O iOS cresceu em número de aparelhos vendidos, chegando a 31,2 milhões de unidades, ante 26 milhões no segundo trimestre de 2012, mas perdeu mercado, passando de 16,6% para 13,2%. Isso é normal: o iPhone sempre vende mais logo após o lançamento de uma nova geração. Como o próximo iPhone deve chegar muito em breve (e talvez a Apple lance um modelo de baixo custo), é provável que o iOS volte a crescer mais.

Mas quem realmente melhorou as vendas em número de aparelhos foi o Windows Phone: passou de 4,9 milhões no segundo trimestre de 2012 para 8,7 milhões um ano depois, um aumento de 77,6%. Apesar disso, o aumento na fatia de mercado foi pequena, saindo de 3,1% para 3,7% – afinal, outros sistemas operacionais também cresceram. Como esperado, a Nokia é líder absoluta, com 81,6% das vendas de Windows Phones, seguido por Samsung e HTC.

idc-2t2013-windowsphone

Depois dos três grandes sistemas operacionais, temos o BlackBerry OS, que perdeu 11,7% de participação em um ano, mesmo com o lançamento do BlackBerry 10; outros sistemas baseados em Linux, que possuem apenas 0,8% do mercado; e o Symbian, que chegou ao fim e quase zerou suas vendas.